Vitalik Buterin acredita que o Ethereum pode desempenhar um papel em uma futura crise global como a “cola que ajuda a unir nações.”

O cofundador do Ethereum falou na Ethereal Summit 2020, em 7 de maio, com Cami Russo, do The Defiant. Descrevendo a atual crise global como mais do que financeira, Buterin disse que os níveis de discórdia política e desconfiança entre os países destacaram a necessidade de uma rede como a Ethereum.

“Definitivamente, acho que há um papel para as blockchains – e a Ethereum em particular – por ser esse tipo de papel neutro de ator global [para] que esses sistemas, moedas e aplicativos interajam. Acho que qualquer coisa criada e mantida por estados-nação não pode desempenhar esse papel.”

Nós somos o mundo

Quando pressionado por Russo sobre se ele pensava na Ethereum como uma rede conectando essas nações, com o ETH como moeda, Buterin concordou. Ele citou “preocupações em relação à censura, privacidade e instituições” como fatores que levam as pessoas a criptomoeda e blockchain.

Descrevendo a situação atual como apenas “um terço” financeiro, o cofundador da Ethereum também discutiu a situação atual em comparação com a Crise Financeira Global em 2008 e se o evento poderia ajudar a alimentar uma nova onda cripto. Buterin disse que criptomoedas como o ETH podem crescer desta vez abordando “problemas não financeiros” no mundo.

“O espaço das criptomoedas … durante a primeira década, foi realmente focado nos aspectos financeiros – resistência à censura do dinheiro… mas aqui em 2020 estamos definitivamente vendo muitos dos mesmos temas, mas é um pouco menos financeiro do que antes.”

Leia mais:

Artigo

Deixe uma resposta