Unick Forex: porque a empresa foi alvo de operação da Polícia Federal

A Unick Forex foi uma empresa que afirmava atuar no mercado Forex por meio de operações com Bitcoin, contudo desde o seu lançamento a empresa é acusada de ser uma pirâmide financeira.

A Unick Forex foi alvo da polícia federal.

Prometendo rentabilidade garantida de até 4% ao dia a Unick Forex foi alvo da polícia federal em 2019 que acabou com a empresa e prendeu 13 pessoas acusadas de serem líderes da empresa e portanto, organizadores do suposto golpe.

Denúncias

Antes de realizar a operação sobre a Unick Forex a Polícia Federal recebeu várias denúncias do Ministério Público Federal e da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Além disso, clientes da empresa também procuraram as autoridades para denunciar a companhia.

A Unick Forex alvo da polícia federal é acusada de crimes contra o sistema financeiro nacional (pirâmide financeira), evasão de divisas, fraude, estelionato, entre outros.

A Unick Forex alvo da polícia federal foi fechada em outubro de 2019 e foi chamada de Operação Lamanai. Prendeu 13 pessoas da Unick Forex.

A operação revelou o poder que a Unick Forex teve no Brasil e também as tramas e estratégias da empresa que teria contratado hackers para derrubar sites que falavam mal da empresa. Coagido agentes da Polícia Federal a atuar em favor da empresa e fornecer informações sobre investigações, inclusive delegados ligados a Lava Jato. Contratado seguranças para intimidar líderes que cobravam a empresa.

A empresa também teria usado diversas empresas ‘de fachada’ para lavar o dinheiro obtido dos investidores e, segundo a Polícia Federal, até mesmo uma escolha infantil teria sido usado no esquema. Além disso, Leidimar teria aberto empresas usando como ‘laranja’ pessoas de sua própria família, incluindo pai, mãe, esposa e filha.

A Operação Lamanai contra a Unick Forex e feita pela polícia federal contou com cerca de 200 agentes federais e prendeu 13 pessoas ligadas a Unick Forex, entre elas, Ledimar Lopes, presidente da empresa; Danter Silva, diretor de marketing do grupo; o advogado Fernando Baum Salomon (apontado como sócio oculto da empresa) e, depois de um tempo, (ele estava foragido) Fernando Marques Lusvarghi.

Operação Lamanai

No total, segundo a Polícia Federal a Unick Forex teria movimentado mais de R$ 18 bilhões e teria uma dívida com seus mais de 1 milhão de clientes, de R$ 1 bilhão, valor que segundo a Polícia Federal é impossível de ser ressarcido pela empresa.

A Polícia Federal apreendeu com a Unick Forex

  • 44 carros de luxo, totalizando mais de R$ 5 milhões em valores da tabela da Fipe
  • Duas BMW X6, avaliadas em R$ 390 mil.
  • Um Porsche Panamera, de R$ 400 mil
  • Uma Range Rover Velar, avaliada em mais de R$ 400 mil
  • 1550 Bitcoins
  • Bloqueio judicial de 9 imóveis (valor não divulgado)
  • R$ 200 milhões em diversas contas bancárias
  • R$ 747 mil reais em dinheiro
  • R$ 85 mil reais em moedas estrangeiras
  • Diversas jóias, que estão passando por perícias para identificar autenticidade

A Operação Lamanai desarticulou e acabou totalmente com a Unick Forex. Seus líderes estão sendo indiciados por crimes financeiros e todos os ativos ligados a empresa estão bloqueados. Clientes entraram com ações judiciais em busca de ressarcir valores investidos na empresa contudo, até o momento, ninguém obteve sucesso em suas demandas.

Os líderes da Unick Forex foram soltos da cadeia pela Polícia devido ao avanço da pandemia do coronavírus e para evitar o contágio e propagação da doença.

LEIA MAIS

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 17,777.98
  • ethereumEthereum (ETH) $ 543.95
  • rippleXRP (XRP) $ 0.623873
  • tetherTether (USDT) $ 0.999574
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 13.18
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 277.98
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.163162
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 73.62
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 4.86
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 29.26