Um dos principais serviços de entrega da China adota blockchain para reforçar sua logística durante surto de COVID-19

A SF Express, o segundo maior provedor de serviços de entregas da China, está explorando o uso da blockchain para transportar suprimentos críticos durante a pandemia de COVID-19.

Em 30 de março, o Global Times – um jornal em inglês do People’s Daily Group, do CPCinformou que a empresa de Shenzhen está achando a tecnologia benéfica para rastrear a procedência e verificar a qualidade dos produtos médicos.

Embora a extensão e o status da implementação da blockchain pela SF Express não sejam detalhados, supostamente “já começou a estabelecer o uso da blockchain”, especificamente para o transporte de medicamentos e alimentos, os quais exigem altos padrões e confiabilidade.

O relatório situa a blockchain como uma das principais tecnologias emergentes – juntamente com big data e inteligência artificial – que estão ajudando os médicos da linha de frente e os fornecedores de ajuda a fornecer esforços de socorro durante a pandemia.

Diz-se que a SF Express está combinando blockchain com big data para construir uma rede logística que suporta o rastreamento, verificação e registro preciso de mercadorias. O sistema será capaz de identificar níveis de prioridade de fornecimento, bem como mitigar os riscos de produtos falsificados ou não licenciados serem distribuídos para as regiões.

Grandes empresas chinesas de tecnologia, como o Alibaba Group e a Huawei, estão concentrando suas energias no fornecimento de soluções de inteligência artificial que podem aprimorar soluções de diagnóstico para a crise de saúde pública. 

Blockchain na época do COVID-19

Conforme relatado, os pesquisadores acadêmicos argumentaram anteriormente que o uso generalizado de blockchain e IA por empresas como Alibaba, SF Express e Apple deve ser replicado por organizações de caridade e iniciativas de saúde pública lideradas pelo governo.

Castigando a escolha de Pequim de canalizar todas as doações públicas por meio de cinco organizações de caridade apoiadas pelo governo, o acadêmico Syren Johnstone disse que sistemas de blockchain menos centralizados proporcionariam mais visibilidade, responsabilidade e confiabilidade do público do que as abordagens atuais da crise.

No nível regional, no entanto, até 20 novos aplicativos baseados em blockchain projetados para ajudar a combater o surto teriam sido lançados na China em meados de fevereiro, vários em colaboração com as autoridades provinciais.

Neste fim de semana, a Organização Mundial da Saúde fez uma parceria com as principais empresas de blockchain e tecnologia para lançar uma plataforma baseada em tecnologia de contabilidade distribuída para compartilhamento de dados conectados à pandemia.

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 19,172.13
  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 19,172.13
  • ethereumEthereum (ETH) $ 594.08
  • ethereumEthereum (ETH) $ 594.08
  • rippleXRP (XRP) $ 0.681354
  • rippleXRP (XRP) $ 0.681354
  • tetherTether (USDT) $ 0.999304
  • tetherTether (USDT) $ 0.999304
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 340.27
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 340.27
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 15.35
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 15.35
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 88.09
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 88.09
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.169879
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.169879
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 5.61
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 5.61
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 33.00
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 33.00