TRF-2 suspende site ‘Binance.com.br’ após desembargador perder direito de uso da marca da exchange no Brasil

Uma decisão do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) publicada recentemente determinou que o domínio binance.com.br seja suspenso. Com a suspensão, a exchange Binance terá o pleno direito de registrar a marca no Brasil após uma disputa com o desembargador Paulo Renato Dallagnol.

Até então, o jurista havia registrado a marca Binance no Brasil antes da exchange começar a atuar no Brasil. No entanto, com o registro prévio de Dallagnol, a Binance enfrentava problemas para utilizar a marca, antes de ser proferida a decisão judicial favorável a exchange.

Porém, com o recente desdobramento do caso, o site com o nome da exchange que utiliza um domínio com final br será bloqueado. Além disso, o desembargador Paulo Renato Dallagnol não poderá utilizar a marca da exchange novamente em outros tipos de divulgação.

Site da Binance com final br será bloqueado

A marca da Binance foi registrada em 2017 no Brasil, antes da exchange internacional atuar no país. Contudo, o registro no INPI não pertencia a empresa, e sim ao desembargador da Justiça que também investe em criptomoedas.

Dallagnol aponta que era o dono legal da marca Binance no Brasil, após o registro do nome. Mas, para o TRF-2, somente a exchange deverá ter o direito de utilizar o nome Binance por aqui.

De acordo com a decisão judicial publicada nesta sexta-feira (7), o registro 906.982.588 também será excluído. Ou seja, o réu na ação não terá mais o registro da marca Binance no Brasil.

Além do desembargador, o instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) é apontado como réu na ação que resultou no reconhecimento da propriedade da marca Binance para a exchange.

TRF-2 defere tutela de urgência sobre marca da exchange

O TRF-2 decidiu deferir a tutela de urgência apresentada pela Binance no que diz respeito ao direito de propriedade da marca no Brasil. Com a decisão, o site utilizado pelo réu, Binance.com.br, será bloqueado judicialmente.

Além disso, o desembargador Paulo Renato Dallagnol não poderá utilizar o nome da Binance em outros sites e ou aplicativos. Por fim, o registro do desembargador da marca Binance foi suspenso, permitindo assim a exchange obter o registro da própria marca no país.

“Nos termos do art. 300 do CPC, cumulado com o art. 173, parágrafo único da LPI, concedo a tutela de urgência requerida para:

  1. Suspender os efeitos do registro nº 906.982.588, para a marca BINANCE;
  2. Determinar que o 2º réu, Paulo Renato Dallagnol, abstenha-se do uso da marca BINANCE, em qualquer meio, incluindo sites, aplicativos e nomes de domínio, sob pena de imposição de multa, nos termos do art. 537 do CPC;
  3. Por consequência, determino ainda que seja suspenso o nome de domínio binance.com.br, devendo o órgão responsável efetuar o congelamento de tal domínio.”

Para comprovar o direito de detenção da marca, a Binance apresentou o registro do nome em outros países, como Suíça, Estados Unidos e Reino Unido. Dessa forma, não restou dúvidas sobre o direito da exchange de registrar o nome Binance no Brasil.

Leia Mais:

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 13,129.06
  • ethereumEthereum (ETH) $ 387.92
  • tetherTether (USDT) $ 0.997297
  • rippleXRP (XRP) $ 0.244208
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 266.28
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 11.53
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 30.05
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 4.32
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 55.56
  • bitcoin-cash-svBitcoin SV (BSV) $ 168.00