Trader mostra que investimento de apenas R$ 2,2 mil em Bitcoin rendeu mais de R$ 1,1 bilhão a longo prazo

A publicação de um trader de criptomoedas no Twitter mostra que cerca de R$ 2.250 investidos em Bitcoin em 2010 renderam R$ 1,1 bilhão ao longo dos anos, ao contrário da poupança que rendeu prejuízos no mesmo período analisado.

Quem preferiu investir em Bitcoin há dez anos teve um significativo retorno diante da valorização da criptomoeda no mercado, segundo o trader que compara o ativo com investimentos na poupança bancária.

Ele explica na publicação que US$ 1.000 investidos em Bitcoin foram transformados em US$ 195.000.000 em uma década, sendo que o mesmo valor aplicado na poupança, ainda no mesmo período analisado, corresponderia a apenas US$ 850 em valores atuais.

Bitcoin rende lucro e poupança gera prejuízo

O trader chamado Bitcoin Macro publicou nas redes sociais uma breve análise sobre a criptomoeda, inflação do dinheiro e investimentos realizados na poupança.

Em dez anos, quem investiu na poupança teve prejuízos no lugar de lucro, afirma a análise publicada no Twitter. Segundo o Bitcoin Macro, um investimento de US$ 1.000 em 2010 seriam transformados em apenas US$ 850 na poupança bancária em dez anos.

Esses dados sobre a poupança bancária são utilizados pelo trader de criptomoedas para ilustrar como o Bitcoin cresceu no mercado nos últimos anos.

Considerado um dos investimentos mais seguros do mundo, a poupança rendeu prejuízo a longo prazo devido a inflação, para o perfil Bitcoin Macro.

Por outro lado, o Bitcoin teve um desempenho inigualável nos últimos dez anos. Considerando a cotação do dólar norte-americano em 2010, US$ 1.000 investidos em Bitcoin corresponderia a R$ 2.250.

Desse modo, o perfil Bitcoin Macro alerta que o investimento de US$ 1.000 em Bitcoin acumulou uma valorização, sendo que este valor poderia corresponder a US$ 195 milhões, ou ainda, R$ 1,1 bilhão em valores atuais.

Na mensagem publicada nas redes sociais, o trader ainda faz uma dura crítica ao dólar norte-americano ao perceber que a poupança bancária rendeu prejuízo aos investidores nos últimos dez anos, chamando-o de “lixo”.

Criptomoeda não fazia sucesso

Em 2010 o Bitcoin completava ainda dois anos de existência, considerando o white paper publicado em 2008 por Satoshi Nakamoto. Dessa forma, a adoção à criptomoeda ainda era bastante reduzida naquele momento, sem grande aceitação no mercado.

Em resposta ao tweet publicado por Bitcoin Macro, o usuário John Crumrine relembra de como a criptomoeda ainda era pouco utilizada no mercado. Ele rebate os números publicados sobre a valorização do ativo pelo perfil no Twitter.

“Em 2010 você não poderia usar o BTC em nenhum lugar. Não havia incentivo para pessoas comuns comprá-lo. Agora você pode obter um cartão visa anexado ao BTC. História diferente. A comparação deve começar agora e terminar em 10 anos.”

Sendo assim, o usuário John Crumine sugere que a análise comparativa feita pelo Bitcoin Macro acompanhe a criptomoeda nos próximos dez anos, até 2030, ao invés de analisar o período entre 2010 e 2020.

Enquanto isso, o preço do Bitcoin se mantém estável no mercado de criptomoedas no final da tarde desta segunda-feira (18). Atualmente o ativo está sendo cotado por volta de US$ 9.697,94, o que representa uma desvalorização de 0.74% neste dia, segundo dados do CoinMarketCap.

Leia Mais:

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 18,461.41
  • ethereumEthereum (ETH) $ 613.39
  • rippleXRP (XRP) $ 0.715522
  • tetherTether (USDT) $ 0.999783
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 355.79
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 16.00
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 90.13
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 6.03
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.170066
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 34.03