Uma mensagem assinada em 145 carteiras contendo Bitcoin (BTC) extraídas em seus primeiros anos chama Craig Wright de “mentiroso e fraudador”.

A mensagem foi publicada em 25 de maio com uma lista de 145 endereços e suas assinaturas correspondentes. Aparentemente, isso prova que os endereços realmente pertencem à pessoa que está transmitindo a mensagem. A mensagem em si diz:

“Craig Steven Wright é um mentiroso e uma fraude. Ele não tem as chaves usadas para assinar esta mensagem. A Lightning Network é uma conquista significativa. No entanto, precisamos continuar trabalhando na melhoria da capacidade em cadeia. Infelizmente, a solução não é apenas alterar uma linha no código ou permitir que participantes poderosos convençam outros.”

Notavelmente, o Cointelegraph conseguiu verificar que todos os endereços podem ser encontrados na lista de milhares reivindicada por Craig Wright no caso contra Ira Kleiman.

Wright, em várias ocasiões, não conseguiu provar a propriedade da suposta fortuna de Satoshi Nakamoto, que se acredita ter extraído mais de um milhão de BTC.

Uma maneira fácil de fazer isso é assinando uma mensagem com a chave privada criptográfica da carteira em questão, que pode ser verificada com a chave pública.

Dado que Wright tentou fugir de todas as ocasiões em que ele seria forçado a provar conclusivamente a propriedade, muitos na comunidade duvidam que ele seja o proprietário desses Bitcoins – e, portanto, que ele é Satoshi Nakamoto.

Esta é uma mensagem de Satoshi?

A mensagem assinada tem alguma semelhança com uma mensagem de 2015 vinda do endereço de e-mail de Satoshi, dizendo: “Eu não sou Craig Wright. Somos todos Satoshi.”

Enquanto a primeira parte da nova declaração refaz o mesmo conceito, a mensagem expressa uma opinião sobre os debates que devastaram o Bitcoin antes que o Bitcoin Cash (BCH) se transformasse em sua própria cadeia.

Os blocos extraídos por essa pessoa desconhecida estão fora do padrão de Patoshi, que é a base por trás da alegação de que Satoshi minerou mais de 1 milhão de BTC. No entanto, não há certeza absoluta na identificação de quais blocos são de Satoshi e quais não são. Parece provável que a semelhança seja uma homenagem à suposta mensagem de Satoshi.

O antigo minerador de Bitcoin parece ter uma posição intermediária entre Bitcoin e Bitcoin Cash. Embora ele elogie a Lightning Network, ele também defende maiores capacidades na cadeia. No entanto, ele não acredita que aumentar o tamanho do bloco ou “alterar uma linha no código” seja a solução.

Esta é a segunda vez em menos de uma semana que um antigo minerador mostrou atividade.

O que acontece agora com Wright?

O caso Kleiman baseia-se inteiramente na suposição de que Wright é Satoshi, o que habilitaria Ira Kleiman a metade desses Bitcoins.

Wright já foi acusado de perjúrio e falsificação de documentos, e a atividade dos primeiros mineradores o colocou em uma situação difícil de continuar alegando que ele é Satoshi.

Está se tornando cada vez mais óbvio que Wright não tem acesso a essas moedas, o que anularia o caso, que deve ser julgado em 6 de julho.

 

Reportagem adicional de Jeffrey Albus

Artigo

Deixe uma resposta