Projeto Fenix: Depois de atrasos, Atlas Quantum divulga nova plataforma com Bitcoins bloqueados

Em 05 de fevereiro, cerca de 7 dias após o prazo dado, a Atlas Quantum, plataforma que afirma realizar arbitragem de Bitcoin, lançou oficialmente o novo site da empresa, chamado de “novo Quantum” e que promete solucionar o problema de saque de seus clientes.

Contudo, já em seu primeiro dia, o sistema apresenta instabilidade e diversos usuários relataram problemas em acessar a nova plataforma. O Cointelegraph também realizou um teste e não consegui validar as credenciais de acesso, recebendo uma mensagem de “instabilidade nos servidores”

No entanto, seguindo orientações de alguns usuários em um grupo no Telegram o Cointelegraph pediu para ‘Redefinir a senha” e o processo pode ser validado e a plataforma acessada. Mesmo que o usuário possua autenticação de 2 fator ela não é necessária, pelo menos por enquanto, na nova plataforma.

O “Novo Quantum” possui um menu com três botões “Mercado”, “Carteira” e “Extrato”. Na Aba mercado há três ‘tickers’ BTQ, USQ, BRQ, e um índice o XBT. Já na aba “Carteiras” é possível ver o saldo bloqueado e o saldo ‘liberado’ que provavelmente será proveniente das negociações dos usuários no novo sistema. Enquanto isso a aba “Extrato” exibe as operações efetuadas e os pedidos de saques solicitados.

Contudo, todos os usuários que haviam solicitado saque no antigo sistema da Atlas Quantum tiveram seus saques cancelados e terão que negociar os Bitcoins ‘presos’ no sistema em novas ordens na nova plataforma e então, após a negociação, requerer o saque.

Até o momento da publicação a Atlas não havia se manifestado oficialmente sobre o lançamento da nova plataforma e nem quando todas as funcionalidades estarão disponíveis aos usuários. Apelidada de “Projeto Fênix” esta ‘nova’ fase da Atlas Quantum promete resolver o problema com os bitcoins presos de todos os clientes em até 7 anos.

Aparentemente, o novo sistema não contará mais com o robô de arbitragem da Atlas já que não há qualquer especificação de distribuição de rendimentos na nova plataforma. Também há, no menu “Usuário” uma aba para “perfil” e uma aba para “configurações”, porém esta última não contém qualquer informação.

No “novo Quantum” também é possível trocar a linguagem entre português, inglês e espanhol, provavelmente para atender os clientes da empresa em outros países como Argentina, no qual a empresa iniciou operações em 2019, meses antes do stop-order emitido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Como noticiou o Cointelegraph, desde o início do ano a Atlas já anunciou uma mudança de endereço, a demissão de funcionários, o fim do atual aplicativo e a criação de uma “linha private”, no qual comercializa seu famoso robô de trade para que usuários possam ‘rodar’ a aplicação direto em suas contas nas exchanges, sem a necessidade de enviar os criptoativos para outra plataforma. O investimento mínimo neste caso é 1 Bitcoin.

Recentemente a Atlas também destacou que atendeu, parcialmente, cerca de 54 solicitações de saque na AnubisTrade, plataforma comprada pela Atlas em 2019 e que também estava com saques atrasados.

Confira mais notícias

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 40,073.00
  • ethereumEthereum (ETH) $ 2,576.86
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • binance-coinBinance Coin (BNB) $ 368.67
  • cardanoCardano (ADA) $ 1.56
  • dogecoinDogecoin (DOGE) $ 0.324893
  • xrpXRP (XRP) $ 0.881973
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 25.24
  • usd-coinUSD Coin (USDC) $ 1.00
  • uniswapUniswap (UNI) $ 24.05