Processo acusa empresa adquirida pela Visa de violar informações financeiras de usuários de apps

Em 25 de junho, foi aberta uma nova ação coletiva na Califórnia, nos Estados Unidos, contra a startup fintech Plaid, que foi adquirida pela Visa por US$ 5,3 bilhões no início deste ano.

Os autores alegam que a Plaid violou a proteção de dados e privacidade ao acumular e monetizar transações financeiras de milhões de usuários.

A denúncia alega que a empresa acumulou esses dados por meio de serviços populares como “plumbing de dados”, como Venmo, Stripe, Cash App da Square e Robinhood.

Os autores afirmam que a Plaid sabia de tudo:

“Todo dólar que você deposita ou retira, todo dólar que cobra ou paga no cartão de crédito e todo dólar que você guarda para a aposentadoria, poucas horas após a transação. Imagine que isso inclui todos os ingressos ou refeições de livros ou filmes que você compra, todas as contas pagas a um médico ou hospital e todos os pagamentos que você faz (ou perde) em sua hipoteca, empréstimo de estudante ou fatura de cartão de crédito. ”

O Cointelegraph está apurando mais informações sobre o caso.

LEIA MAIS

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 9,104.46
  • ethereumEthereum (ETH) $ 227.03
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • rippleXRP (XRP) $ 0.177018
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 222.60
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.100511
  • bitcoin-cash-svBitcoin SV (BSV) $ 155.71
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 41.46
  • eosEOS (EOS) $ 2.43
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 15.41