A exchange de criptomoedas venezuelana Criptolago anunciou que lançará um sistema de pagamento baseado em mensagens de texto que pode processar transações no Petro (PTR) e outras criptomoedas na Venezuela.

O sistema pode expor novos segmentos da população da Venezuela à criptomoedas em meio à atual crise de hiperinflação do país – com o valor do bolívar venezuelano flutuando 1,58% nas últimas 24 horas e aproximadamente 2.500% em 12 meses.

Criptolago lança transferência de criptomoedas baseada em SMS

Em um tweet publicado em 6 de abril, a Criptolago declarou que desenvolveu o serviço em resposta a uma chamada do presidente do país para empresas financeiras desenvolverem plataformas de pagamento paralelas ao sistema bancário venezuelano que pode processar transferências Petro:

“Seguindo as diretrizes do nosso presidente @NicolasMaduro e a favor de nossa #criptonação, com a nova função de Pagamentos #SMS, abrimos a possibilidade de todo o povo venezuelano realizar transações #Petro de uma maneira muito prática.”

O sistema de pagamentos baseado em SMS também pode processar transações offline em todos os criptoativos suportados pela Criptolago, o que significa que os venezuelanos agora podem transferir Bitcoin (BTC), Litecoin (LTC), Dash (DASH), bolivares da Venezuela e o token nativo do venezuelano “investment cryptobank”, Glufco, sem conexão à Internet.

Como cerca de 30% dos cidadãos da Venezuela não conseguem acessar a Internet, o sistema de pagamentos por SMS da Criptolago provavelmente permitirá que novos segmentos da população se envolvam com criptomoedas. O serviço está disponível exclusivamente para usuários registrados.

A Venezuela já é a fonte dominante de volume em outras plataformas de pagamento cripto offline – com o país representando 95% das transações usando o DashText desde maio de 2019.

Venezuelanos incapazes de chegar a acordo sobre o preço de Petro

Apesar dos esforços do presidente da Venezuela e ex-motorista de ônibus Nicolas Maduro de exigir o uso do PTR como meio de troca no país, uma aparente incerteza no mercado torna o instrumento inadequado para uso como moeda.

De acordo com o site local de notícias de criptomoeda Morocotacoin, em 6 de abril, o PTR foi negociado por US$ 23 na Criptolago e US$ 11,5 na AmberesCoin, enquanto fontes oficiais afirmaram que o preço do Petro estava acima de US $ 50.

Leia mais:

Artigo

Deixe uma resposta