O presidente do Federal Reserve dos Estados Unidos, Jerome Powell, falou recentemente sobre medidas tomadas durante a crise financeira, com muitos no Twitter vendo seus comentários como evidência da necessidade de criptomoeda.

Em uma entrevista em 17 de maio no 60 Minutos, Powell conversou com o apresentador Scott Pelley, dizendo que o Fed havia inundado a economia com dinheiro impresso em resposta à queda do Dow Jones em março e investidores se afastando do Tesouro dos EUA.

Segundo Powell, o Fed pode imprimir dólares americanos digitalmente, além de criar contas físicas:

“Como banco central, temos a capacidade de criar dinheiro digitalmente. E fazemos isso comprando letras do tesouro ou títulos para outros títulos garantidos pelo governo. E isso realmente aumenta a oferta de moeda. Também imprimimos a moeda real e a distribuímos através do Bancos do Federal Reserve.”

Quando perguntado por Pelley se o Fed poderia fazer mais durante a pandemia, Powell disse que “não estava sem munição a longo prazo”, afirmando que o banco aumentaria seus programas de empréstimos existentes “pelo tempo que for necessário”.

Provando a necessidade do Bitcoin?

Muitos membros do cripto-Twitter foram rápidos em comentar a entrevista do presidente do Fed. O podcaster Marty Bent disse que medidas inflacionárias como “[inundar] o sistema com dinheiro” eram mais difíceis de fazer com uma criptomoeda como o Bitcoin (BTC).

Outros, como o entusiasta das criptomoedas Nick Chong, foram mais concisos: 

“Essa é uma maneira estranha de dizer ‘compre Bitcoin’”

Bitcoin se desprende dos mercados tradicionais?

O tipo de ação que Powell discute pode ter um impacto imediato nos mercados tradicionais. No entanto, o Cointelegraph informou que o recente comportamento de alta do BTC sugere que a criptomoeda está muito menos correlacionada com as ações do que estava no início da pandemia.

Leia mais:

Artigo

Deixe uma resposta