Preço do Bitcoin pode chegar em US$ 545.000 se criptomoeda repetir o que aconteceu após o halving de 2012

Faltam apenas 18 dias para o halving 2020 acontecer e uma análise publicada no Twitter mostra que o preço do Bitcoin pode atingir até US$ 545 mil no mercado, se repetir o mesmo desempenho que teve após o halving de 2012.

O primeiro halving da história do Bitcoin foi em 2012 e resultou em mais de 7.00% de valorização para a criptomoeda nos meses conseguintes. Além do primeiro halving, o evento de 2016 também fez o preço da criptomoeda disparar no mercado.

Com esse histórico, o evento da redução na recompensa da mineração do Bitcoin que está marcado para o próximo 10 de maio pode desencadear uma onda de valorização.

De acordo com o perfil no Twitter, esse aumento no preço da criptomoeda será percebido depois que o halving de 2020 estiver completando entre dez e onze meses.

Preço do Bitcoin vai subir após halving de 2020?

Investidores e entusiastas aguardam pelos desdobramentos do halving em 2020 no mercado. Além de reduzir a recompensa na mineração da criptomoeda pela metade, o evento é conhecido também por sua grande capacidade de propulsionar o preço do Bitcoin.

Um dos reflexos causados pelo halving é o aumento do preço do Bitcoin após a redução e a história se encarrega de reforçar essa tese. Para Adam que comenta o evento no Twitter, o aumento de preços deve acontecer entre dez a onze meses após o halving que se aproxima.

No total, o preço do Bitcoin subiu 7.562% em menos de um ano após o primeiro evento de redução que aconteceu em 2012. Naquele ano, a cotação da criptomoeda saltou de apenas US$ 12 em novembro para alcançar mais de US$ 1.100 no final de 2013.

Por outro lado, o halving de 2016 também elevou o preço do Bitcoin que bateu um recorde de quase US$ 20 mil no final de 2017.

Considerando a cotação atual do Bitcoin por volta de US$ 7.000, a criptomoeda pode repetir a façanha de 2012 nos próximos meses e subir 7.652%. Sendo assim, essa valorização corresponderia a cotação de US$ 545 mil em valores atuais.

Mês de maio vai marcar mercado de criptomoedas

O halving deverá continuar reduzindo o número de Bitcoins oferecidos em cada bloco minerado até 2140 segundo previsão. O evento que acontece a cada quatro anos já foi responsável por elevar o preço da criptomoeda a quebrar recordes históricos.

Em algumas semanas, a recompensa na mineração do Bitcoin será reduzida para 6,25 (BTC). O mês de maio deverá marcar o mercado de criptomoedas com o halving de 2020.

O evento de redução na mineração está previsto para o dia 10 de maio, sendo que faltam menos de três mil blocos para serem minerados.

Assim como Adam escreveu nas redes sociais, especialistas do mercado também acreditam em uma valorização para o Bitcoin em breve.

Umas dessas apostas é a previsão realizada pelo perfil Plan B que foi noticiada pelo Cointelegraph. A análise publicada pelo perfil nas redes sociais aposta que a criptomoeda será cotada em US$ 100 mil depois que a redução na recompensa realmente acontecer.

Utilizando o modelo stock-to-flow (estoque para fluxo), a mesma análise diz ainda que a cotação do Bitcoin pode chegar em US$ 1 milhão em 2024, sendo que o perfil Plan B é conhecido por ter acertado previsões após os halvings de 2012 e 2016.

Leia Mais:

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 18,433.60
  • ethereumEthereum (ETH) $ 588.39
  • rippleXRP (XRP) $ 0.628978
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 13.83
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 292.84
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 79.94
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.168788
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 5.22
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 30.53