Petróleo afunda para terreno negativo. E agora?

Data limite de um contrato de futuros foi a chave para o crude WTI negociar pela primeira vez em terreno negativo. Ainda deverá faltar mais um dia de sofrimento, mas a prazo o efeito poderá não durar

Há tanto petróleo no mundo que há quem prefira pagar, aos compradores, para se livrar de ter de armazenar a matéria-prima. Pela primeira vez na história, o crude WTI negociou em terreno negativo e chegou a tocar -40 dólares. Apesar de o movimento inédito ser visto como um efeito técnico (causado pelo fim do prazo de um contrato de futuros), é também sintomático da dimensão do excedente.

“O armazenamento está demasiado cheio para os especuladores comparem este contrato e as refinarias estão a trabalhar a baixos níveis porque ainda há a imposição de confinamento em muitos Estados”, explica Phil Flynn, analista do Price Futures Group em Chicago, em declarações à Reuters.

O contrato, a que se refere o analista, foi a chave para a queda a pique dos preços. Os futuros de maio atingem a maturidade esta terça-feira, e à medida que os contratos de futuros se aproximam do vencimento, perdem liquidez já que muitos investidores não querem realmente comprar a mercadoria, mas apenas negociá-la ou especular sobre o preço.

Na prática, se os investidores não vendessem o contrato, teriam de ficar com a matéria-prima. Normalmente, vendem-no a quem queira realmente o petróleo, mas, neste caso, o excedente no mercado impediu esse normal funcionamento.

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 45,036.00
  • ethereumEthereum (ETH) $ 3,406.57
  • binance-coinBinance Coin (BNB) $ 520.49
  • xrpXRP (XRP) $ 1.51
  • cardanoCardano (ADA) $ 2.06
  • dogecoinDogecoin (DOGE) $ 0.492555
  • tetherTether (USDT) $ 0.999700
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 40.66
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 1,132.97
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 299.44