Pesquisa da Mastercard revela que brasileiros não querem mais usar dinheiro físico

Os brasileiros não querem mais usar dinheiro físico para fazer pagamentos, revelou uma pesquisa feita pela Mastercard.

Assim, segundo a gigante mundial de cartões, mais da metade dos brasileiros (53%) pretendem deixar de usar dinheiro físico em suas compras.

Além disso, de acordo com a empresa, 63% dos entrevistados declararam que pagamentos por aproximação são uma tendência que veio para ficar.

“Estamos felizes em poder atender os consumidores onde estão hoje, totalmente prontos para o afastamento do dinheiro e a adoção de pagamentos digitais seguros para o longo prazo”, disse Ana Paula Lapa, vice-presidente de Produtos e Inovação na Mastercard Brasil e Cone sul.

Pesquisa

A pesquisa da Mastercard ouviu 6.750 pessoas de 15 países, dentre eles o Brasil e tinha como objetivo analisar os impactos do coronavírus nos meios de pagamento.

Além disso, segundo a Mastercard o Brasil e a América Latina estão na vanguarda da transformação digital.

“A América Latina está na vanguarda da transformação digital. Os consumidores da região são altamente conectados e adotam rapidamente as novas tecnologias”, revelou a vice-presidente.

Brasil ‘lidera’ fim do dinheiro

O levantamento revelou também que o Brasil lidera entre as nações que “pedem” o fim do dinheiro físico,

Assim, enquanto 53% dos brasileiros não pretendem mais usar o dinheiro físico, no México e na Colômbia, esse número é de 41%.

Os brasileiros também estão entre os que mais fazem compras digitais.

Assim, 52% dos brasileiros pretendem comprar mais online enquanto 46% dos mexicanos disseram seguir esta tendência.

“No primeiro trimestre de 2020, os pagamentos online superaram pela primeira vez os pagamentos nas lojas físicas, com 41% dos consumidores dizendo em geral que comprarão mais online nas próximas duas semanas, em comparação com as duas últimas semanas”, revelou a Mastercard.

Bancos “abalados”

Ainda segundo a Mastercard esta tendência de digitalização da economia tem feito os bancos perderem espaço para as fintechs.

Assim, de acordo com a empresa, esta demanda por novos serviços digitais e “on time” abriram um caminho sem precedente para as startups financeiras.

“O aumento da demanda por serviços bancários abertos e do consumo por pagamentos digitais impulsionou um crescimento sem precedentes das fintechs na América Latina”, disse a empresa.

LEIA MAIS

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 50,664.00
  • ethereumEthereum (ETH) $ 1,624.26
  • binance-coinBinance Coin (BNB) $ 251.91
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • cardanoCardano (ADA) $ 1.03
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 33.95
  • xrpXRP (XRP) $ 0.473186
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 182.53
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 27.69
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 533.80