Pesquisa da Grayscale mostra correlação entre Bitcoin e ouro destacando BTC como ‘porto seguro’ para reserva financeira

Em um novo relatório divulgado pela Grayscale, intitulado “Bitcoin’s Quantitative Tightening vs. Central Banks’ Quantitative Easing”, a empresa alega que o atual ambiente macroeconômico lança dúvidas sobre a capacidade do sistema financeiro atual de lidar com os desdobramentos da crise econômica desencadeada pelo avanço do coronavírus e, principalmente, por conta da impressão desenfreada de dinheiro e sugere o Bitcoin como um ‘porto seguro’ para preservar o valor do dinheiro.

“Em meio à impressão contínua de dinheiro, pacotes de estímulo e a determinação do Federal Reserve de continuar usando seus poderes até que a pandemia de coronavírus não seja mais uma ameaça, os investidores estão tendo que avaliar a sustentabilidade dos ativos tradicionais”, diz o relatório.

Para tanto, os analistas da Grayscale destacam que há quatro ferramentas para que investidores possam estabilizar seu portfólio, contudo, segundo a empresa, o Bitcoin é, de longe, o principal dentre todas as ferramentas.

“Moedas Fiat – comprometidas por muita criação de dinheiro via flexibilização quantitativa. Os investidores podem continuar migrando para o forte dólar americano, a moeda de reserva mundial, que corre o risco de desestabilizar os ativos globais.

Títulos do governo – comprometidos por flexibilização quantitativa, altas taxas de juros, rendimentos negativos e poder de compra decrescente

Ouro – contrariando a tendência da digitalização e impedindo o progresso tecnológico que suporta portabilidade e acessibilidade sob demanda

Bitcoin – denominado pela demanda, em oposição à dívida, e permanecendo fora do escopo e influência dos bancos centrais. Sua escassez o torna uma ferramenta atraente de diversificação de investimentos, com sua correlação reduzida com outros ativos”, disse a empresa.

A Grayscale destaca ainda que até 2019 e durante o 1º trimestre de 2020, o relacionamento entre Bitcoin e ouro se estreitou, com as tensões mundiais causadas pela relação EUA-China, escalada do Irã e temores do mercado com o COVID-19.

“A correlação entre Bitcoin e ouro está em um pico histórico, indicando que o Bitcoin pode estar agindo mais como um porto seguro”. afirmou.

O relatório conclui que o BTC pode ter o desempenho do ouro após a crise financeira de 2008 por causa de fundamentos sólidos, como as fortes taxas de hash do Bitcoin, alta atividade de rede e evidências de acumulação de longo prazo da principal criptomoeda do mercado.

“Embora o preço do ouro tenha caído inicialmente em resposta à queda dos preços dos ativos e à falência generalizada, ele se valorizou mais de 180%, passando de US $ 682 em outubro de 2008 para US $ 1.912 em setembro de 2011. Da mesma forma, depois de ver inicialmente seu preço cair dramaticamente, o Bitcoin aumentou 96% de 12 de março”, finaliza o relatório.

LEIA MAIS

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 12,993.18
  • ethereumEthereum (ETH) $ 407.91
  • tetherTether (USDT) $ 0.999636
  • rippleXRP (XRP) $ 0.252598
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 269.78
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 12.38
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 30.27
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 4.34
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 57.26
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.107239