Uma nova pesquisa sugere que executivos de fundos de hedge, gestores de fortunas e investidores institucionais que já possuem criptoativos pretendem aumentar suas participações.

A pesquisa, conduzida pelo fundo cripto Nickel Digital Asset Management, com sede em Londres, revelou que 82% dos 100 investidores e gestores de patrimônio entrevistados esperam aumentar sua exposição a ativos digitais até 2023.

A pesquisa, conduzida online em maio e junho e compartilhada com o Cointelegraph, entrevistou 50 gestores de patrimônio e 50 investidores institucionais com exposição prévia a criptoativos nos Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha e Emirados Árabes Unidos.

Quatro em cada 10, ou 40%, afirmaram que “aumentarão drasticamente suas participações”, com apenas 7% declarando que pretendem reduzir sua exposição e apenas 1% planejando vender todas as suas participações.

No entanto, a Nickel afirmou que, na maioria dos casos, os investidores institucionais com participações em cripto têm níveis muito baixos de exposição, já que “muitos estão apenas testando o mercado para ver como funciona”.

A pesquisa revelou que o principal motivo dado para investir mais em ativos digitais são as perspectivas de crescimento de capital a longo prazo, de acordo com 58% dos entrevistados. Mesmo com a queda massiva do mercado, o Bitcoin (BTC) ainda fez 18% até agora este ano, e o Ether (ETH) subiu 215% desde 1º de janeiro.

Cerca de 38% dos entrevistados afirmaram que ter alguma exposição a ativos criptográficos lhes deu mais confiança na classe de ativos, enquanto 37% citaram mais empresas líderes e gestores de fundos que investem em criptoativos como uma razão para investir mais.

Relacioado: Investidores institucionais de Bitcoin devem duplicar no futuro próximo, segundo pesquisa da JPMorgan

Anatoly Crachilov, cofundador e CEO da Nickel Digital, comentou que a confiança na classe de ativos está aumentando e ele espera que a tendência continue, acrescentando:

“Nossa análise no início de junho deste ano revelou que 19 empresas listadas com uma capitalização de mercado de mais de US$ 1 trilhão tinham cerca de US$ 6,5 bilhões investidos em Bitcoin, tendo originalmente gasto US$ 4,3 bilhões comprando a criptomoeda.”

Conforme reportado pelo Cointelegraph no mês passado, uma pesquisa conduzida pela empresa de investimentos britânica AJ Bell’s revelou que mais pessoas compraram criptoativos do que produtos de poupança relacionados a ações no ano passado.

Uma pesquisa da Mastercard em maio revelou que quatro em cada 10 pessoas planejam começar a usar criptomoedas para pagamentos no próximo ano.

VEJA MAIS:

Desde 2019, não aparece uma janela de compra tão clara. Negocie mais de 400 pares de criptomoedas com 0% de taxa até 8 de Julho na OKEx.

Compre o mergulho agora na OKEx!

Artigo

Leave a Reply