Pavel Durov nega que esteja vendendo o Telegram após falha na TON

Pavel Durov, CEO da popular plataforma de mensagens criptografadas Telegram, negou relatos de que a empresa será vendida após o fracasso do projeto blockchain do Telegram.

De acordo com um relatório de 5 de agosto da publicação local de tecnologia iXBT, a empresa russa de internet Mail.ru é uma das partes interessadas em adquirir o Telegram. Outro é um bilionário russo ainda não identificado. As informações foram compartilhadas pelo trader e analista russo Kirill Promzin. Conforme relatado pelo iXBT, Promzin previu a alta do Bitcoin em 2017.

Logo após a publicação do relatório do iXBT, o CEO do Telegram forneceu uma declaração oficial sobre a decisão dos Estados Unidos contra o TikTok chinês. Em um post do Telegram em 4 de agosto, Durov disse que o Telegram “sempre recusou ofertas” para vender as operações do Telegram em países específicos.

Durov acrescentou:

“Não estamos vendendo o Telegram – nem em parte nem na íntegra. Essa sempre será a nossa posição.”

As notícias são divulgadas logo após o Telegram supostamente encerrar a rede de teste da Telegram Open Network, ou TON, em 1º de agosto de 2020. A empresa anunciou oficialmente planos de interromper o suporte à TON testnet no início de julho de 2020.

Leia mais:

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 50,509.00
  • ethereumEthereum (ETH) $ 1,616.82
  • binance-coinBinance Coin (BNB) $ 251.84
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • cardanoCardano (ADA) $ 1.04
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 33.57
  • xrpXRP (XRP) $ 0.473155
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 182.76
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 27.49
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 531.09