A China expulsou os mineradores de Bitcoin do país, logo em seguida a taxa de hash caiu. Por sua vez, o preço do Bitcoin também caiu, quando os mineradores venderam suas moedas. O panic sell se seguiu. Contudo, esses eventos que parecem ser prejudiciais para o Bitcoin e para sua rede, não são de todo ruins.

Durante muito tempo a China concentrou mais da metade do poder de mineração  e muitas pessoas reclamavam disso dizendo que: ‘A mineração de Bitcoin é muito centralizada’. ‘A China não está usando fontes de energia verdes o suficiente’. Em seguida iniciou-se uma forte repressão estatal na China reprimindo o Bitcoin forçando os mineradores a deixarem o país.

O principal efeito desse êxodo foi a queda da taxa de hash da rede. Os mineradores chineses iniciaram a liquidação de todas as suas moedas, o que levou o preço do BTC a sofrer uma forte queda. 

Esses mineradores passaram as últimas semanas desconectando suas plataformas de mineração para retirá-las do país. Isso resultou em uma queda na taxa de hash e criou alguma desaceleração na rede.

Uma rede mais lenta não é ótima. Mas acontece que a rede Bitcoin foi construída para se adaptar. Menos mineradores? aSem problemas. O mecanismo de ajuste de dificuldade começou com o maior ajuste para baixo de todos os tempos, uma queda de 28%. A mineração agora está mais fácil e isso significa que a rede voltou a funcionar em seu ritmo normal de aproximadamente um bloco a cada 10 minutos.

fonte: Coinmetrics

Quanto maior a taxa de hash, mais caro é conduzir um ataque de 51% na rede. O que significa que a taxa de hash complementa a segurança e atesta o poder de processamento da rede. Portanto, quando a taxa de hash cai, a rede do Bitcoin torna-se menos segura.

Como o Bitcoin está ficando mais valioso, faz sentido que a taxa de hash também esteja aumentando. 

 

fonte: Coinmetrics

No momento, a taxa de hash caiu para os níveis vistos pela última vez em 2020. Isso significa que, em termos absolutos, essa correção massiva não é dramática. O Bitcoin era de longe o protocolo blockchain mais seguro naquela época e ainda é agora. Ao mesmo tempo, quando a taxa de hash estava nesse nível em 2020, a capitalização de mercado do Bitcoin era a metade do que é agora. 
 

A correção do Bitcoin em andamento é surpreendentemente semelhante à sua ação de preço em junho-dezembro de 20

fonte: Coinmetrics

O ajuste de dificuldade de mineração

No curto prazo, o ajuste de dificuldade significa que os mineradores restantes serão mais lucrativos. Outro ponto a se considerar é que tudo isso é uma situação temporária, pois os mineradores vão se mudar para outras praças, como o Cazaquistão e, com o tempo, a taxa de hash vai se recuperar.

Finalmente, depois que os mineradores terminarem de se mudar, eles devem parar de pressionar o preço para baixo. No momento, eles provavelmente são forçados a vender seus estoques de Bitcoins para financiar a migração, mas, novamente, isso é temporário.

Portanto, se o BTC puder ficar acima de US$ 30 mil até que essa reorganização da mineração seja concluída, o resultado daqui para frente será promissor, tanto para a manutenção do crescimento do poder de processamento, quanto do ponto de vista econômico. Outro ponto positivo é o fim da hegemonia chinesa como principal parque de mineração do mundo. Quanto mais descentralizada for a mineração do Bitcoin, melhor será para manutenção de sua rede.

LEIA MAIS

Desde 2019, não aparece uma janela de compra tão clara. Negocie mais de 400 pares de criptomoedas com 0% de taxa até 8 de Julho na OKEx.

Compre o mergulho agora na OKEx!

Artigo

Leave a Reply