Novos malwares roubam criptomoedas de carteiras em dispositivos Apple

Dois novos vírus que espionam dispositivos macOS, o sistema operacional da Apple, e roubam carteiras de criptomoedas foram descobertos.

As empresas de antivírus Trend Micro e Eset alertaram sobre os códigos maliciosos direcionados ao usuários de MacBooks e iMacs.

Roubo de carteiras e senhas

Embora os dispositivos macOS sejam um alvo menos comum para esses vírus do que o Windows, por exemplo, eles também podem sofrer ataques.

Nesse caso, de acordo com uma matéria do G1, publicada em 25 de julho, os vírus são o Gmera e ThiefQuest.

Focados em roubo de informações, os programas miram o roubo de carteiras virtuais ou senhas de serviços para gestão de criptomoedas.

Sobre o Gmera

Segundo a Eset, o Gmera é focado em roubar carteiras de criptomoeda. Além disso, ele pode roubar cookies para fazer login em sites e redes sociais e realizar capturas de tela do computador.

Os especialista disseram que o que chamou a atenção sobre o Gmera foi o fato dele clonar o visual e a funcionalidade de um software legítimo.

Desta forma, os criminosos geraram versões falsificadas do Kattana para gerenciar criptomoedasPara isso, usam nomes como Cointrazer, Cupatrade, Licatrade e Trezarus.

Sobre o ThiefQuest

Esse código malicioso, segundo a Trend Micro, está evoluindo rapidamente e é distribuído em versões piratas do macOS na internet.

A Apple não vende o sistema operacional separado dos computadores. Por isso, esse programa é buscado por quem deseja instalar o macOS em computadores comuns, criando os “hackintosh”. 

Os especialistas informaram que o ThiefQuest pode redirecionar os usuários para páginas clonadas. Com isso, conseguem gerenciar carteiras de criptomoedas das vítimas e roubar suas senhas.

O código do vírus segue comandos de um servidor de controle. Assim, pode enviar arquivos do computador infectado para os hackers ou atuar como um vírus de resgate.

Entretanto, segundo a Trend Micro, essa função de vírus de resgate pode ser apenas uma maneira de encobrir o verdadeiro propósito do vírus.

Leia também: Brasil é o país da América Latina com mais ataques cibernéticos

Leia também: Cédula de R$ 200 não significa desvalorização do Real, afirma diretora do Bacen

Leia também: Venda de veículo por Bitcoin vira caso de polícia na Bahia

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 11,842.01
  • ethereumEthereum (ETH) $ 395.23
  • rippleXRP (XRP) $ 0.294469
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 301.84
  • chainlinkChainLink (LINK) $ 13.33
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.143398
  • bitcoin-cash-svBitcoin SV (BSV) $ 224.38
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 58.34
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 22.57