Ministro Barroso reconhece uso de blockchain em reuniões de partidos políticos

Em razão do coronavírus, o período eleitoral do Brasil está confuso. Entretanto, a blockchain pode ser a solução.

Em ano de eleição, diversas são as diligências que devem ser cumpridas. Uma destas diligências é a reunião partidária.

O ministro do Superior Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, permitiu reunião online. Mais ainda, permitiu a utilização de blockchain nas reuniões.

Blockchain em reuniões partidárias

Barroso defendeu que é possível permitir reuniões partidárias virtuais. Ele afirma ainda que os mesmos moldes de reuniões em empresas e instituições públicas podem ser aplicados.

Ademais, qualquer ferramenta disponíveis para videoconferência poderá ser utilizada.

Entretanto, preocupações para manter a integridade da reunião foram levantadas.

Nesse caso, Barroso afirmou:

“A fim de garantir a integridade e veracidade das informações contidas nas listas de presença e nas atas resultantes de tais reuniões, deverão ser assinadas eletronicamente, via internet, com a utilização de aplicativos utilizando a tecnologia blockchain.”

Desta forma, questões envolvendo a presença dos membros do partido, bem como deliberações, serão registradas em blockchain.

Ademais, formalidades em termos de prazo e outras questões aparentemente também poderão ser sanadas com blockchain.

Contudo, não é especificada nenhuma plataforma ou blockchain específica.

Blockchain está entrando na vida pública

Recentemente, o Ministério da Economia discutiu sobre a aplicação de blockchain.

O secretário da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Paulo Antonio Spencer Uebel, foi a uma apresentação sobre a tecnologia.

Tal apresentação foi ministrada pelo Instituto Nacional de Excelência em Políticas Públicas (INEPP), e falou sobre as funcionalidades de blockchain.

Outros dois secretários também participaram da reunião. Nota-se que a tecnologia por trás das criptomoedas tem permeado a esfera pública aos poucos.

Cada vez mais existem menções ao seu uso, embora em alguns casos as decisões sejam revertidas.

Foi o caso da aplicação de blockchain na Imprensa Nacional. Uma licitação foi aberta para a integração da tecnologia, contudo, foi recentemente suspensa.

A tecnologia blockchain seria aplicada até mesmo nas publicações de diários oficiais do país.

Leia também: Blockchain ajuda corretora de câmbio brasileira a fugir da crise no turismo

Leia também: China é o país com mais patentes envolvendo blockchain

Leia também: PIX: Banco Central divulga tabela de custos de transações

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 12,200.59
  • ethereumEthereum (ETH) $ 378.56
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • rippleXRP (XRP) $ 0.246720
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 251.35
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 29.45
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 10.31
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 4.03
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.104744
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 49.10