Midas Trend anuncia ex-membro da Digital Money como “embaixador”

A Midas Trend é uma empresa que prometia rendimentos com supostas arbitragens feitas com criptomoedas.

Após lesar diversos investidores, a empresa abriu uma nova plataforma, visando cobrir o rombo da primeira.

Mais recentemente, criou a Dominus Money, um projeto que supostamente tokeniza imóveis. Como “embaixador” da Dominus Money, foi apresentado um ex-integrante da Digital Money.

A Digital Money, ou DMX, é uma empresa amplamente acusada de ser uma pirâmide financeira. Um de seus parceiros é Sanderley Rodrigues, ex-Telexfree que delatou membros do grupo.

Inédito como Lagoa Azul na Sessão da Tarde

O novo embaixador do controverso projeto Dominus Money é Ramon Pesce. Pesce foi ex-embaixador europeu da Digital Money, outro projeto controverso.

Na live de anúncio, publicada no Instagram, Pesce fala sobre os “erros” da Midas Trend e afirma: “quem nunca pecou, que atire a primeira pedra, porque problemas a gente vai ter toda vida”.

Ademais, Pesce afirma que admira o chefe da Midas Trend, Deivanir Santos, e agradece por ter trabalhado na Digital Money.

Provavelmente tentando desvencilhar a Midas Trend das acusações de pirâmide financeira, Pesce afirma repetidamente que “não será necessário mexer no dinheiro de investidores”.

Lendo uma lista de “benefícios” do negócio, Pesce lista as mesmas características da Midas Trend, que lesou diversos clientes.

Traços como “alta rentabilidade com baixo investimento”, “operações com criptomoedas” e palavras soltar como “tecnologia” e robótica são mais uma vez utilizadas.

Pesce fala até mesmo do episódio em que contas de pessoas influentes no Twitter foram invadidas.

Contudo, ele confunde todo o episódio e afirma que Bill Gates e demais nomes foram vítimas da proposta “envie 1 BTC, receba 20 BTC”.

Ele até mesmo diz:

“Milionários de Bitcoin não sabem nada sobre criptomoedas. Eles compram, sabem que tem um valor e largam lá. (sic)”

“Quem não erra, não cresce”

O novo embaixador da Dominus Money fala ainda aos investidores da Midas Trend, dos quais muitos sequer receberam de volta o valor investido:

“Quem não erra, não cresce. […] Erros vão acontecer sempre, mas para resolver os problemas, ninguém quer botar a cara pra bater. (sic)”

O discurso dá ainda a entender que a Dominus Money quer “resolver o problema” dos clientes lesados.

Entretanto, a proposta segue como a própria Midas Trend. Poucos detalhes, latente despreparo das pessoas por trás do projeto e muitas promessas.

Em aparentemente mais uma tentativa de fugir das acusações de pirâmide financeira, Deivanir Santos fala sobre “qualidade em vez de quantidade”.

Santos afirma:

“Aquela empresa que fica ‘corre, corre’, pega pra lá, pega pra cá, tem que entrar, tem que fazer acontecer, é porque ela precisa de gente entrando no negócio. (sic)”

A parte irônica do discurso de Santos é que tal afirmação descreve a sua própria empresa, a Midas Trend.

Por fim, o chefe da Midas Trend afirma que as pessoas serão “bombardeadas com informações”.

Tendo em vista o histórico da empresa, uma alternativa válida seria buscar informações em fontes diversas.

Leia também: Quadrilha que extorquia Bitcoins é presa em operação em São Paulo

Leia também: Hacker brasileiro faz pirâmide financeira devolver dinheiro de investidores

Leia também: Líder de pirâmide financeira é assassinado e corpo é dividido em malas

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 50,589.00
  • ethereumEthereum (ETH) $ 1,654.14
  • tetherTether (USDT) $ 0.999723
  • binance-coinBinance Coin (BNB) $ 233.53
  • cardanoCardano (ADA) $ 1.12
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 34.07
  • xrpXRP (XRP) $ 0.463334
  • uniswapUniswap (UNI) $ 31.30
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 186.78
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 27.76