Enquanto o Bitcoin (BTC) se prepara para ter a recompensa por bloco dividida pela metade no próximo mês, pelo menos uma figura proeminente no mundo dos esportes está fazendo sua parte para promover o evento.

Ben Askren, ex-lutador do Ultimate Fighting Championship (UFC) e conhecido bull do Bitcoin, mudou o nome de exibição em sua conta do Twitter para “Bitcoin Halving 13 de maio”. Askren tem mais de 311.000 seguidores.

Fonte: Twitter

O nome e a data estão se referindo ao evento oficial do halving, que acontece em pouco mais de 36 dias. Quando o total de blocos na rede BTC atingir 630.000, a “metade” reduzirá a recompensa por bloco de 12,5 BTC para 6,25 BTC.

Askren apóia Bitcoin e Litecoin

Como o Cointelegraph relatou, o lutador de artes marciais mistas (MMA) tem uma afinidade por ativos digitais. Askren promoveu a criptomoeda em sua conta do Twitter mais de uma vez, afirmando que ele “acabou de comprar mais BTC”.

O ex-lutador do UFC também foi pago para promover o Litecoin (LTC). Em janeiro de 2019, Askren revelou que havia sido patrocinado pela Litecoin Foundation para o UFC 235. Posteriormente, ele postou fotos em sua conta do Instagram usando uma camiseta com a marca Litecoin.

Parcerias do UFC com empresas de criptomoeda

Estima-se que cinco milhões de pessoas assistam aos eventos do UFC, e a liga recentemente fez uma parceria com a Dapper Labs, empresa por trás do jogo blockchain CryptoKitties, para lançar colecionáveis digitais da marca UFC. A relação entre o UFC e as criptomoedas remonta a quando Jon Fitch se tornou o primeiro lutador de MMA a ser pago em BTC em 2015.

No entanto, como muitas outras empresas que enfrentam restrições de viagem e são aconselhadas a não se reunir em grandes grupos, o UFC cancelou muitos eventos à luz da pandemia do COVID-19.

 

Leave a Reply