Lucro com Bitcoin atinge 36,5% em 2020 enquanto bancos afundam em prejuízos que ultrapassam 55%

A performance do preço do Bitcoin em 2020 mostra que a criptomoeda acumulou uma valorização de 36,5% nos últimos meses, enquanto que as ações de grandes bancos norte-americanos amargaram um enorme prejuízo no mesmo período.

Uma mensagem publicada no Twitter pelo perfil do analista Ryan Selkis compara a evolução do preço do Bitcoin diante do prejuízo acumulado pelos bancos, que tiveram perdas superiores a 55% neste ano.

O gráfico apresentado pelo analista cita o desempenho das ações dos maiores bancos dos Estados Unidos atualmente no mercado, como o famoso JP Morgan, o Bank of America, CitiBank e o Wells Fargo, em comparação com o preço do Bitcoin.

Bitcoin sobe e bancos caem

A comparação entre o valor de mercado das ações dos bancos dos EUA com o Bitcoin mostra que a criptomoeda teve uma performance contrária às instituições que dominam o mercado financeiro tradicional.

Enquanto o Bitcoin acumulou 36,5% em 2020, as ações do Wells Fargo fizeram o caminho regresso ao registrarem o pior desempenho nos últimos meses entre os maiores bancos do EUA.

No caso do Wells Fargo, as ações acumularam desvalorização de 55,3% segundo a análise publicada pelo criador da plataforma Messari Cripto no Twitter.

Além dessa instituição, o CitiBank é outro banco que acumula uma grande desvalorização em suas ações em 2020. Considerado o “Banco de Nova York”, a empresa teve uma queda de 47.4% nas ações nos últimos cinco meses.

Outro banco que viu suas ações despencarem é o Bank of America, que aparece em terceiro lugar entre as instituições com mais perdas no mercado, sendo que neste caso as ações caíram 38,4% no período analisado.

Sendo assim, o banco JP Morgan é instituição em que as ações menos caíram nos EUA entre as maiores instituições. A empresa, que recentemente anunciou suporte a exchanges como a Coinbase, teve uma queda de 37,2% nas ações em 2020.

Analista cita Pompliano ao dizer que 2020 será um “ano épico” para o BTC

Ao comparar o preço da criptomoeda em 2020 com ações de grandes bancos, Ryan Selkis comenta sobre Anthony Pompliano ao afirmar que o ano será “longo para o Bitcoin e curto para os banqueiros”.

O analista menciona ainda a conversa que Pompliano teve com Scott Lynn, fundador e CEO da Masterworks, em um podcast publicado recentemente no Youtube.

O co-criador do fundo de investimentos Morgan Creek respondeu a análise publicada por Ryan no Twitter após ser marcado na publicação. Pompliano disse que o Bitcoin deve surpreender ainda mais o mercado, ao ter um desenvolvimento maior futuramente.

“Se você acha que isso parece bom, basta esperar que ele se desenvolva ainda mais com o tempo.”

As ações dos bancos norte-americanos acompanham a desvalorização de outras grandes empresas que sofrem com a economia fragilizada nos últimos meses devido ao coronavírus.

Por outro lado, o preço do Bitcoin conseguiu manter um desempenho invejável aos bancos em 2020, ao acumular uma significativa valorização de 36,5% enquanto o mercado tradicional tenta se reerguer diante da pandemia que assola a economia mundial.

Leia Mais:

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 47,115.00
  • ethereumEthereum (ETH) $ 1,495.99
  • cardanoCardano (ADA) $ 1.13
  • binance-coinBinance Coin (BNB) $ 230.22
  • tetherTether (USDT) $ 1.01
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 31.01
  • xrpXRP (XRP) $ 0.435362
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 174.66
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 25.55
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 489.57