Líderes no mercado de mineração de Bitcoin falam sobre o próximo halving e mostram otimismo com evento

O Bitcoin (BTC) passará pelo seu terceiro halving em maio deste ano e um grupo de mineradores especialistas no ativo digital realizou uma mesa redonda durante a 8btc Online Summit para falar do futuro do setor depois do evento mais importante do ativo digital.

O halving do Bitcoin é programado para acontecer a cada quatro anos e corta pela metade a recompensa dos mineradores. Este ano a recompensa a cada bloco minerado cairá de 12.5 BTC para 6.25 BTC.

Historicamente, o evento inicia uma longa tendência de alta para o ativo digital, mas preocupações com a instabilidade da economia mundial frente ao desafio imposto pelo corona vírus fez com que importantes figuras do setor de mineração se reunissem para falar sobre o futuro da atividade.

O CEO Global da empresa de mineração de Bitcoin RRMine, Tsou Yung-Cheng, acalmou as preocupações do setor ao afirmar:

“A redução pela metade não causará uma redução acentuada na produção de Bitcoin e os mineradores que sobreviveram ao mercado de março não terão grande impacto. No dia da redução, é provável que 40% das plataformas de mineração sejam encerradas e, em seguida, o Bitcoin hashrate cairá de 100E para 60E … dentro de 1 a 3 semanas, a dificuldade de toda a rede reduzirá em cerca de 40%, levando a um grande aumento na produção de Bitcoin.”

Yung-Cheng acredita que, semanas após o evento, a rede irá estabilizar e a atividade voltará a ser lucrativa. Ele complementou:

“O Bitcoin extraído no final de maio, comparado com o de março, será temporariamente reduzido em 25% no dia do halving e aumentará em cerca de 15% quando a dificuldade de mineração se ajustar e sofrer outra queda. Quando a estação chuvosa chegar no início de junho, a produção de Bitcoin e o hashrate alcançarão um novo equilíbrio dinâmico; então, chega a fase que testa o custo de várias plataformas por hash e suas operações”.

Li Wei, um experiente minerador de Bitcoin, contribuiu com o debate e também está otimista com a indústria após o halving. Ele afirmou:

“O Bitcoin provou seu valor após uma década de desenvolvimento. A relação entre o efeito do halving e o mercado de alta não é óbvia, a metade é uma redução no suprimento e serve como um catalisador orientado pelo suprimento para a inovação tecnológica para a indústria de mineração.”

Por possuir um cronograma fixo e imutável de oferta, o preço do Bitcoin é determinado somente pela relação entre oferta e demanda pelo ativo digital. Wei acredita que, depois que a recompensa for reduzida pela metade, o preço dependerá somente da demanda do mercado por Bitcoin. Ele complementou:

“Nesse sentido, em vez do halving, a situação econômica, mudanças na situação internacional podem desencadear o próximo mercado de alta. Do ponto de vista técnico, o setor de computação em nuvem, após uma década de desenvolvimento, formou um sistema ecológico completo. A demanda por poder de computação no futuro se tornará um novo foco.”

Xu Weizhuo também participou da mesa redonda. Weizhuo é um investidor em educação tradicional que também se transformou em um minerador de Bitcoin. Ele afirmou:

“Em termos de oferta e demanda, a produção [fornecimento] de Bitcoin globalmente diminuirá de um total de 1.800 BTC por dia para 900 em maio deste ano, enquanto a demanda por Bitcoin permanecerá a mesma e pode até aumentar. Nesta relação dinâmica de oferta e demanda, o modelo de deflação do Bitcoin aumentará seu preço e valor.”

Xu é claramente otimista sobre Bitcoin a longo prazo, mas acrescentou:

“Nos dois últimos eventos, a alta não veio imediatamente após o halving. O preço do Bitcoin pode ficar de lado por um período de tempo ou até ver um declínio após a metade, mas para os mineradores, é sábio e o caminho certo para continuar minerando e mantendo o Bitcoin.”

Especialistas acreditam que o halving tirará do mercado empresas de mineração de médio e pequeno porte com custos de mineração mais altos. 

Apesar disso, por possuir um sistema de ajuste de dificuldade frequente, o evento resultará em um declínio de hashrate, queda de dificuldade na mineração e, finalmente, resultará em um aumento na produção de Bitcoin para quem conseguir permanecer no setor.

O CEO da Hashrate Club, Sis V, acredita que paralelos podem ser traçados entre a tecnologia blockchain e a internet dos anos 2000; ambos cheios de oportunidades e inovações. Ele disse:

“O halving eliminará várias máquinas antigas desatualizadas e pequenas e médias mineradoras com baixa eficiência de mineração. Nesse contexto, o setor será reformulado. Aqueles que fizeram a preparação e o layout com antecedência aproveitarão a oportunidade. O preço do Bitcoin pode não subir imediatamente após a metade, o que levaria à diminuição da dificuldade de mineração e daria aos mineradores a chance de continuar sua caça ao fundo.”

Os comentários finais foram do fundador da Asia Blockchain Technology Association, Dai Yi. Yi acredita que o setor da mineração e o setor de negociação do Bitcoin são coisas completamente distintas. Ele complementou:

“Os mineradores que desejam se comprometer com o mercado primário da mineração de Bitcoin são mais aristocráticos do que os especuladores no mercado secundário, pois são capazes de se aprofundar nos valores subjacentes e são indiferentes a ganhos ou perdas de curto prazo.”

Leia Mais: 

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 13,461.41
  • ethereumEthereum (ETH) $ 387.75
  • tetherTether (USDT) $ 0.999405
  • rippleXRP (XRP) $ 0.243544
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 268.21
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 11.28
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 29.71
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 4.06
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 54.85
  • bitcoin-cash-svBitcoin SV (BSV) $ 167.35