Legisladores da UE querem criar um novo regulador para ‘pontos cegos’ das criptomoedas

O Parlamento Europeu publicou um estudo que identificou vários pontos cegos legislativos relativos à supervisão de criptoativos na União Europeia.

O relatório identifica stablecoins, captação de recursos baseada em tokens e a ameaça de lavagem de dinheiro através da mineração de criptomoeda entre os desenvolvimentos recentes da indústria que exigem uma resposta regulatória.

Mineração de criptomoeda identificada como risco de lavagem de dinheiro

O relatório afirma que a mineração de criptomoeda pode ser usada como veículo pelas organizações criminosas para “criar dinheiro limpo”:

“As moedas recém-extraídas são, por definição, ‘limpas’; portanto, se alguém (por exemplo, um banco) estiver disposto a convertê-las em moeda fiduciária ou outros criptoativos, os fundos resultantes também serão limpos. Um primeiro passo regulatório poderia ser tentar mapear o uso dessa técnica e, posteriormente, se efetivamente provar um ponto cego importante, considerar contramedidas apropriadas.”

Vários outros pontos cegos são identificados nos regulamentos atuais, incluindo diretrizes para exchanges cripto-a-cripto e provedores de serviços financeiros que lidam com vendas de token.

O parlamento também recomenda que a definição legal de criptomoedas seja ampliada para incluir tokens para reprimir atividades ilícitas de captação de recursos.

Parlamento recomenda rgulador europeu AML

Para combater novos riscos de lavagem de dinheiro representados por criptoativos, os legisladores da UE recomendam a criação de um regulador regional contra a lavagem de dinheiro (AML) e o combate ao financiamento do terrorismo (CFT).

O parlamento enfatizou que regulador europeu de AML só seria eficaz se contiver “pessoal de TI altamente treinado capaz de analisar os riscos de AML / CFT que as novas tecnologias trazem”.

Stablecoins globais apresentam novos desafios para os reguladores

O relatório observa que muitas stablecoins estão em circulação, a maioria das quais é descrita como tendo uma “pegada local”. No entanto, o parlamento observa que o surgimento de stablecoins globais, como o Libra do Facebook, apresenta desafios únicos para os legisladores.

O relatório descreve as stablecoins globais como sendo “construídas sobre bases de usuários existentes, grandes e/ou transfronteiriças”, alertando que elas “têm o potencial de escalar muito rapidamente para alcançar uma pegada global substancial”.

As preocupações do parlamento ecoam as observações do economista John Vaz, que recentemente disse ao Cointelegraph que “o Libra começa com uma ‘possibilidade de domínio’ muito grande”, mais do que qualquer outra criptomoeda “, acrescentando:

“Eles estão alvejando um mercado pronto para eles – as pessoas já estão fazendo transações pelo Facebook, Messenger, WhatsApp e Instagram. Eles têm o tráfego de mensagens e essas pessoas já estão fazendo transações econômicas.”

Leia mais:

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 31,262.00
  • ethereumEthereum (ETH) $ 1,291.41
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 16.88
  • rippleXRP (XRP) $ 0.256114
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.329045
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 24.06
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 128.76
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 389.81
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 42.16