Honra entre ladrões? Mercados darknet recusam vender ‘curas’ para COVID-19

Quase metade dos sites da darknet pesquisados pela Universidade Nacional Australiana não oferece ‘tratamentos’ ou equipamentos de proteção COVID-19.

Os pesquisadores descobriram que oito dos 20 mercados não vendem itens relacionados ao coronavírus, enquanto outros nove vendem uma seleção muito limitada. Apenas três sites representaram a grande maioria (85%) de todos os itens exclusivos vendidos.

O estudo foi encomendado pelo Instituto Australiano de Criminologia e monitorou 20 mercados da darknet em 3 de abril para realizar um censo de produtos e suprimentos médicos relacionados ao COVID-19.

Os pesquisadores encontraram 645 listagens à venda em troca de criptomoeda, incluindo equipamento de proteção individual (EPI), ‘vacinas’, equipamento de diagnóstico e até um que alegou oferecer uma amostra de sangue de um paciente com coronavírus recuperado. Os pesquisadores não foram autorizados a comprar o item, por isso não foram capazes de avaliar a autenticidade.

Evidência de uma consciência na darknet?

Intitulado “Availability of COVID-19 related products on Tor darknet markets”, o relatório afirma que “o crime segue a oportunidade e a pandemia do COVID-19 oferece lucro devido à escassez e ao medo”.

Enquanto alguns foram rápidos em aproveitar as oportunidades financeiras apresentadas pela pandemia – os produtos pesquisados foram avaliados em US$ 240.000 – o fato de quase metade ser desprovida dessas listagens pode sugerir que alguns operadores da darknet tenham mais escrúpulos do que se costuma acreditar.

Em declarações ao Cointelegraph, o autor do estudo, Professor Roderic Broadhurst, especulou sobre a ausência de produtos relacionados ao COVID-19 em determinados sites:

“Basicamente, mercados diferentes veem o risco de maneira diferente. Muitos já proíbem produtos como materiais de abuso infantil e certas drogas / venenos / etc e, portanto, a ética também é relevante. É claro que alguns mercados não têm escrúpulos e podem se considerar à prova de balas.”

Mercado livre na darknet

É claro que muitos mercados da darknet vendem com alegria drogas, armas e comércio de cartões de crédito roubados e informações pessoais. Alguns cantos da darknet são piores que outros: o Cointelegraph informou recentemente que mais de US$ 900.000 em Bitcoin (BTC) foram para a compra de material de abuso sexual infantil em 2019.

Leia mais:

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 17,723.46
  • ethereumEthereum (ETH) $ 542.55
  • rippleXRP (XRP) $ 0.620363
  • tetherTether (USDT) $ 0.999722
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 13.15
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 276.07
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.163969
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 72.72
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 4.85
  • stellarStellar (XLM) $ 0.200077