Hacker que roubou US$ 23,8 milhões em criptomoedas disse que ‘mataria seu cúmplice de 16 anos’

Ellis Pinksy, o hacker que supostamente planejou o roubo de US$ 23,8 milhões em criptomoeda do investidor Michael Terpin, planejava se aposentar após o assalto aos 15 anos de idade.

No entanto, após completar 18 anos, Pinsky tornou-se objeto de um processo civil de US$ 71,4 milhões por Michael Terpin, que busca indenizações iguais ao triplo da quantia roubada há três anos.

Jovem de 18 anos processado em US$ 71,4 milhões por roubo de criptomoeda

A certa altura, Pinsky disse ao informante que “eu poderia comprar você e toda sua família. Eu tenho 100 milhões de dólares. Na denúncia, existem “registros indicando que Ellis tinha US$ 70 milhões”.

Falando ao Cointelegraph, Terpin afirmou que ele e sua equipe jurídica “acreditam que [Pinsky] estava sendo sincero quando contou a um de nossos informantes por mensagem de texto que ele ainda tinha US$ 100 milhões escondidos no exterior”.

O principal interesse de Pinsky era em games – o informante alegou fornecer uma porta de entrada para hackers adolescentes. Pinsky frequentava salas de bate-papo em que hackers se gabavam de seus assaltos. Isso supostamente levou Pinsky a aprender a roubar nomes de usuário pelo Skype e Discord.

Idealizador do mal?

Depois de se interessar por ataques de troca de SIM, Pinsky supostamente começou a recrutar cúmplices, incluindo Nick Truglia.

Truglia foi preso em novembro de 2018 por outros ataques de troca de SIM, com Terpin vencendo uma ação contra ele no ano passado de US$ 75,8 milhões.

No início de 2018, um cúmplice de 16 anos de Pinsky apresentou uma queixa à polícia de Nova York alegando que ele havia sido recrutado para ajudar a lavar os fundos do Terpin e foi ameaçado depois de enviar US$ 700.000 para a carteira errada.

“[Pinsky] me pediu para começar a ganhar dinheiro com a venda de drogas, sapatos ou de qualquer maneira possível. Ele solicitou entre US$ 3.000 e US$ 4.000 por semana”, afirmou o relatório da polícia.

O mesmo cúmplice lembrou que Pinsky ameaçou matar ele ou sua mãe depois que o jovem de 16 anos deixou acidentalmente entrar estranhos no bate-papo.

Pinsky envia criptomoedas, dinheiro e relógios de luxo para Terpin

Depois que o advogado de Terpin entrou em contato com a mãe de Pinsky, o adolescente enviou US$ 2 milhões em criptomoeda e dinheiro, e um relógio de US$ 100.000 ao investidor, no entanto, não admitiu culpa.

Pinksy usou suas riquezas para levar um estilo de vida luxuoso, dirigindo um Audi R8, mantendo uma conta em um serviço de jato particular e vestindo roupas da Louis Vuitton e da Supreme.

O hacker fingiu ser um trader de criptomoedas de alto desempenho e disse a seus pais que havia ganho Bitcoin (BTC) jogando videogame e “teve sorte” quando os mercados subiram.

Pinsky atualmente vive na residência de sua mãe.

Leia mais:

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 17,330.11
  • ethereumEthereum (ETH) $ 526.22
  • rippleXRP (XRP) $ 0.598946
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.165723
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 12.94
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 272.39
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 71.65
  • stellarStellar (XLM) $ 0.213321
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 4.85