Hacker afirma que conseguiu dados das fabricantes de carteira Trezor e Ledger

No último domingo, 24 de maio, o portal especializado e segurança Under The Breach foi ao Twitter relatar algo grave.

Segundo a publicação, um hacker conseguiu a plataforma de venda Shopify. Com isso, ele supostamente obteve acesso às bases de dados das carteiras fabricadas por Ledger e Trezor.

No Twitter, a Trezor afirmou que não vende carteiras pelo Shopify, enquanto a Ledger afirmou usar a plataforma. Além disso, o invasor afirmou possuir toda a base de dados da plataforma de investimentos Bank to The Future.

O caso ainda está em desenvolvimento, e não foi confirmado se o hacker tem realmente os dados.

Hacker já conhecido

O Under The Breach, já conhecido portal que relata sobre invasões em plataformas, veiculou a notícia no Twitter na madrugada do dia 24 de maio.

De acordo com a publicação:

“O hacker do fórum do Ethereum está agora vendendo as bases de dados da Trezor e Ledger. Ambas foram obtidas por meio de uma brecha na plataforma Shopify (sugerindo que existem muitos outros vazamentos por baixo).

O hacker também alega ter a base de dados completa em SQL do famoso site de investimentos Bank to The Future.”

Fabricantes se defendem

Contudo, não demorou para que contrapontos fossem expressados. Cerca de seis horas após o anúncio, a Trezor respondeu:

“Existem rumores se espalhando sobre nossa base de dados de comércio ter sido hackeada por meio de uma brecha no Shopify. Nós não usamos Shopify mas, mesmo assim, estamos investigando a situação. Nós também retiramos rotineiramente dados de antigos clientes da nossa base de dados para minimizar o possível impacto.”

Além disso, dois famosos representantes da Trezor no Twitter, Slush e Bach, afirmaram que suas equipes não usam Shopify.

Apesar de usar o Shopify, a Ledger afirmou que os dados vazados não correspondem à sua base de dados:

“Rumores acusam que nossa base de dados no Shopify foi hackeada por meio de uma brecha. Nossa equipe de e-commerce está checando estas alegações, analisando o banco de dados supostamente hackeado, e até agora não se parecem com nosso banco de dados. Nós continuamos as investigações e estamos encarando a questão de forma séria.”

Enquanto isso, até o momento da publicação desta matéria, o Bank to The Future não havia se posicionado. A plataforma apenas publicou a parceria entre CoinPayments e Shopify, que permite o pagamento na plataforma de e-commerce com criptoativos.

Leia também: Golpistas se passam por representantes da OMS em novo golpe com criptomoedas

Leia também: Supercomputadores usados para encontrar a cura do coronavírus foram hackeados para minerar criptomoedas

Leia também: Shopify firma parceria que permite pagamentos com criptomoedas

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 40,392.00
  • ethereumEthereum (ETH) $ 2,589.70
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • binance-coinBinance Coin (BNB) $ 373.69
  • cardanoCardano (ADA) $ 1.58
  • dogecoinDogecoin (DOGE) $ 0.325968
  • xrpXRP (XRP) $ 0.886594
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 25.13
  • usd-coinUSD Coin (USDC) $ 1.00
  • uniswapUniswap (UNI) $ 24.12