Grande empresa de mineração da China desiste da corrida pelo BTC e olha para as altcoins

Embora a hashrate do Bitcoin tenha aumentado 33% nas últimas 48 horas, o setor de mineração ainda enfrenta incertezas. Isso deixou a empresa de mineração Baite sem outra opção a não ser desistir da corrida de mineração.

De acordo com a mídia local de blockchain em 6 de abril, a taxa de hash do pool de mineração da empresa chinesa Valarhash’s Baite diminuiu significativamente, de 4000 para 200 petahashes por segundo no início de março. A empresa decidiu deixar o negócio de mineração de Bitcoin e possivelmente se mudar para a mineração de altcoins em um futuro próximo. 

Mais de 9% da taxa de hash do Bitcoin

A Valarhash lançou dois pools de mineração de Bitcoin, Bytepool e 1THash, juntamente com a plataforma de mineração em nuvem Bitcoin 1TMine e o software de gerenciamento de fazenda de mineração Nelson, em julho do ano passado em Sichuan, China.

O Bytepool e o 1THash foram responsáveis por mais de 9% da taxa total de hash da rede Bitcoin. Enquanto o 1THash atualmente ocupa o número 8 no momento desta publicação, é provável que o Bytepool transfira a maioria de seu restante poder de hash para o 1THash, diz o relatório. 

Fonte: BTC.com 

Impacto da pandemia nos mineradores da China

Como o Cointelegraph informou alguns dias atrás, mais de 40 operações de mineração estabelecidas foram forçadas a encerrar devido à queda de preço do BTC.

 

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 55,401.00
  • ethereumEthereum (ETH) $ 2,184.43
  • binance-coinBinance Coin (BNB) $ 531.61
  • xrpXRP (XRP) $ 1.33
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • dogecoinDogecoin (DOGE) $ 0.359553
  • cardanoCardano (ADA) $ 1.20
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 34.24
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 937.99
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 254.14