Flamengo pode vender ações na bolsa de valores após anunciar criação de banco digital e parceria de R$ 105 milhões

Depois de criar um banco totalmente digital, o time do Flamengo pode chegar até a bolsa de valores. Segundo a Folha, o clube de futebol carioca estuda lançar ações no mercado, em um projeto em parceria com o Banco de Brasília (BRB).

Com uma cota de R$105.000.000 em patrocínio fechado para os próximos três anos, o Flamengo abandonou o banco Caixa para ser patrocinado por outra instituição bancária. Além do investimento direto no time, o BRB também faz parte do banco digital que será lançado em parceria com o Flamengo.

Com a parceria entre o banco e o time de futebol, ações podem ser ofertadas na bolsa de valores em breve. De acordo com informações sobre o acordo entre as partes, uma associação entre o Flamengo e o BRB pode resultar na oferta (IPO) em sociedade.

Time de futebol pode se transformar em ação na bolsa de valores

O acordo entre o Flamengo e o Banco de Brasília pode resultar na oferta (IPO) das duas empresas. Através de uma associação inédita, as duas empresas devem emitir ações que serão comercializadas na bolsa de valores.

Com o anúncio, o Flamengo será o primeiro time do Brasil a oferecer ações no mercado financeiro. No total, a parceria entre o clube e o banco durará cinco anos, tempo em que uma oferta de (IPO) poderá ser lançada.

No entanto, esse tempo pode ser insuficiente para o time de futebol conseguir emitir ações na bolsa de valores. De acordo com Filipe Pires, o Flamengo pode precisar de mais tempo. Pires é especialista em Finanças e disse em entrevista que a oferta de (IPO) precisa de amadurecimento.

“IPO é o último estágio de uma empresa madura para capitalizar. A história mostra que esse tipo de negócio a médio prazo não se sustenta.”

Flamengo faz parceria com Banco de Brasília

O Flamengo vivencia uma importante mudança nos patrocinadores do clube que poderá receber até R$ 50.000.000 anualmente. Além de uma verba garantida de R$ 32.000.000 a cada ano até 2022, o time de futebol pode lucrar com o banco digital criado em parceria com o BRB.

Com o lançamento de um banco digital no próximo dia 15 de julho de 2020, o time é um dos primeiros do país a ter uma instituição bancária. Além de oferecer contas para os usuários movimentarem dinheiro, o banco digital do Flamengo terá cartões de crédito e débito, além de cartões com a função pré-pago.

Conforme noticiou o Cointelegraph, o projeto do banco digital utilizará a marca do time de futebol carioca, além do Banco de Brasília. Considerado o maior time do Brasil, o Flamengo possui atualmente 42 milhões de torcedores que poderão utilizar o banco digital do time em breve.

O lucro com o banco digital também será dividido entre o BRB e o Flamengo. O contrato entre as partes entrou em vigor nesta última quarta-feira (1). Enquanto isso, o lançamento da plataforma está previsto para o dia 15 de julho de 2020.

O banco digital do Flamengo deverá oferecer produtos relacionados a investimentos, além de cartões e conta corrente. Cotas da previdência privada e títulos de capitalização podem fazer parte do pacote de produtos da fintech do time de futebol.

Leia Mais:

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 11,862.94
  • ethereumEthereum (ETH) $ 395.21
  • rippleXRP (XRP) $ 0.294189
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 302.09
  • chainlinkChainLink (LINK) $ 13.38
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.143306
  • bitcoin-cash-svBitcoin SV (BSV) $ 224.19
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 58.21
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 22.57