Fintech de pagamentos Neon vê prejuízo disparar em 2019 e aguarda licença do BC para buscar ‘crescimento sustentado’

A fintech de pagamentos Neon teve prejuízo 153% maior em 2019 do que no ano interior, conforme matéria publicada no UOL.

A fintech de pagamentos, que teve crescimento de vendas e de atuação no mercado no período – com volume de transações crescendo 458% – também ampliou de forma significativa suas despesas, o que levou ao prejuízo revelado nesta semana.

As vendas da fintech cresceram cinco vezes, levando a aumento de 387% de receita líquida, de R$ 4,9 milhões para R$ 23,9 milhões em 2019. Porém, os gastos também cresceram de R$ 35 milhões para R$ 137 milhões. 

A maior despesa foi com vendas, que compreendem mais de R$ 56 milhões dos gastos da empresas. No relatório, a Neon diz que a pandemia, que acelerou a adesão digital no Brasil, vai fortalecer seu modelo de negócios:

“Por isso, prevemos continuar a crescer de forma acelerada e ao longo deste ano faremos a ampliação da oferta de crédito, bem como o lançamento de novos produtos”

A fintech é controlada pela Neon Payments Limited, do Reino Unido, e pediu ao Banco Central do Brasil uma licença para também atuar como instituição de pagamento. A empresa diz acreditar que com a licença seu crescimento poderá ocorrer “de forma sustentada”:

“Assim, poderemos crescer de forma sustentada, pautado no modelo de negócios de conta digital e oferta de produtos de crédito a nossos clientes, sempre atuando por meio de plataforma eletrônica e em consonância com as melhores práticas de governança e controles”

LEIA MAIS

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 30,611.00
  • ethereumEthereum (ETH) $ 1,101.67
  • tetherTether (USDT) $ 0.996423
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 15.29
  • rippleXRP (XRP) $ 0.264864
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.297951
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 127.38
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 411.28
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 18.07
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 38.18