EXM Partners revela suposta wallet do GBB mas grupo pode ter sido vítima de Golpe

Um novo relatório divulgado pela EXM Partners, empresa responsável pela Recuperação Judicial do Grupo Bitcoin Banco, revelou a suposta paper wallet do GBB.

Contudo, a divulgação levantou dúvidas entre a comunidade de Bitcoin no Brasil.

Segundo relatos compartilhados nas redes sociais o endereço informado pela EXM é parte de um conhecido golpe de phishing e foi criado em 2019.

Relatório

De acordo com o relatório a Administradora Judicial compareceu em 15 de maio na sede do GBB, juntamente com um perido judicial Dr. Átila Sauner Posse e seu assistente especializado em tecnologia, Filipe Ferrarini Gevaerd.

Os integrantes da EXM foram até a sede do GBB com a finalidade de conferir a existência da paper wallet mencionada pelo Grupo e que conteria os mais de 7 mil Bitcoins da RJ.

“restou, portanto, devidamente demonstrada ‘à AJ, que é auxiliar deste Juízo, a ‘paper wallet’ com as citadas criptomoedas’, que possui saldo superior a 7.000 BTC (conforme anexo – Ata de Reunião) em integral cumprimento ao item 9 da decisão acima referenciada”, destacou a EXM.

Contudo, na Ata da reunião o site teria gerado as chaves públicas e privadas da paper wallet esta denominado como Bitadrdress.org.

Porém o endereço  Bitadrdress.org é amplamente conhecido na comunidade como um site Phishing

Phishing

O site Bitadradress.org se faz passar pelo famoso gerador de paper wallet Bitaddress.org.

Desta forma, por meio de uma simples letra “r” no endereço ele busca enganar usuários e roubar seus recursos.

“O código seleciona um endereço público de uma lista predefinida, não relacionada à chave privada exibida. ou seja, se você transferir bitcoins para o endereço, não terá mais controle sobre eles”, destaca uma publicação no Reddit que lista diversos sites de Phising que usam a mesma técnica.

No entanto, o Cointelegraph procurou o GBB para comentar o caso e o Grupo negou que tenha sido vítima de qualquer golpe e reforçou a posse dos Bitcoins

“Não fomos vítimas de qualquer golpe. Os bitcoins já foram comprovados e estão bem guardados”, destacou.

Além disso o GBB destacou que o site escrito no relatório da EXM Partners está errado

“O site escrito pela EXM Partners está errado. Nós usamos o portal correto e inclusive já pedimos correção”, afirmou o GBB.

Após a publicação da reportagem a EXM retificou a informação no relatório e indicou que o endereço digitado estava errado.

Entenda o caso

Segundo a EXM, empresa responsável pela Recuperação Judicial do Grupo Bitcoin Banco,  durante a visita inicial na sede das Recuperandas, em reunião realizada no dia 17 de dezembro de 2019 o GBB apresentou a empresa uma wallet com 7.000,99930646 BTC

“disponíveis na wallet do Grupo Bitcoin Banco (conforme ata – sob sigilo), bem como restou definido entre os presentes a apresentação mensal da respectiva movimentação ocorrida no período, com o objetivo de prestação de contas ao Administrador Judicial”;

Contudo, sem avisar a EXM o GBB teria feito uma movimentação destes valores, deixando apenas 0,000006 BTC na wallet apresentada durante a RJ.

“Todavia, em consulta pública efetuada pelos representantes da EXM Partners, através do site blockchain.com, foi constatado que as Recuperandas efetuaram a movimentação daqueles BTC para outras chaves, restando somente o saldo de 0,000006 BTC na chave informada inicialmente em 17 de dezembro de 2019, conforme demonstrativo inserido no corpo do RMA”.

Desta forma, a EXM passou a questionar o GBB sobre a movimentação e em qual wallet estavam armazenados os recurso, que, sendo a empresa contatou o saldo de BTC (7.000,99930646 BTC) foi movido para outras chaves, nos valores de 5.000,99910936 BTC e 2.000 BTC.

“Entretanto, apesar de diversas indagações efetuadas ao Sr. Cláudio de Oliveira, bem como a todos os administradores do Grupo GBB na oportunidade presentes, não foi obtida a esperada explicação/prestação de contas por esta Administradora Judicial, mas tão somente a solicitação de novo prazo e nova reunião para tanto, por parte das Recuperandas”

Desde então o GBB vem declarando que provaria a posse dos Bitcoins.

Confira os documentos

LEIA MAIS

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 17,115.66
  • ethereumEthereum (ETH) $ 522.75
  • rippleXRP (XRP) $ 0.548227
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 270.93
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 12.62
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 71.56
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 4.96
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.138994
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 28.50