Ernest & Young pede registro no Brasil de sistema baseado em criptomoedas e blockchain

A multinacional de serviços profissionais Ernest & Young, ou EY, pediu registro, no Brasil, de um sistema baseado em criptomoedas e blockchain.

Assim, segundo publicação feita nesta terça (19) na Revista da Propriedade Intelectual, o sistema da EY também usa inteligência artificial, internet das coisas e pagamentos móveis.

Porém, o pedido de patente junto ao Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) não especifica como o serviço deve funcionar.

Contudo, segundo levantamento feito pelo Cointelegraph, é parte da estratégia de expansão dos serviços de blockchain da gigante de consultoria.

EY Blockchain Brasil

A EY começou a montar sua equipe de blockchain em setembro de 2019 no Brasil.

Assim, no país, a empresa busca ganhar mercado e desenvolver projetos como um Mínimo Produto Viável (MVP) para gestão de numerário, com meta de faturamento de R$ 2 milhões.

Portanto, sobre o assunto, o gerente sênior da empresa no Brasil, Alexandre Boschi, explica a evolução dos desenvolvimentos de blockchain da gigante com sede no Reino Unido:

“A EY montou um grupo de especialistas e outorgou 7 laboratórios de desenvolvimento, em que mais de 50 projetos em diferentes áreas foram desenvolvidos, ou seja, a partir de um tema, um negócio, foram feitas customizações de plataformas. Uma das que mais tem se desenvolvido é o EY Ops Chain, uma plataforma para rastreabilidade, gestão de inventários e permite integração com SAC. Essas plataformas atuam como aceleradores. Globalmente temos cerca de 17 patentes de blockchain baseadas nos projetos que realizamos.”, disse a empresa.

Veredict

No final de 2019 a EY lançou uma plataforma em blockchain chamada Veredict.

Desta forma, a plataforma OpsChain Public Finance Manager (PFM) permite um rastreamento transparente dos orçamentos e despesas públicos visíveis a todos os cidadãos.

A PFM também permitirá que os fundos públicos sejam comparados com os resultados, o que por sua vez forneceria informações sobre a eficácia das diferentes políticas.

Assim, o sistema pode rastrear fundos públicos do governo à medida que eles passam por diferentes agências estaduais.

Portanto, segundo a EY, os dados fornecidos pela plataforma podem potencialmente ser usados ​​para melhor informar futuras decisões políticas.

“A tecnologia blockchain pode impactar positivamente os processos, da coleta de impostos à abertura de dados e gastos públicos. […] A moderna gestão financeira pública requer foco nas coisas que mais importam – transparência, responsabilidade e evidências robustas para a tomada de decisões – todos os fatores que podem ser aprimorados pela tecnologia blockchain”, destacou a emrpesa.

LEIA MAIS

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 17,115.66
  • ethereumEthereum (ETH) $ 522.75
  • rippleXRP (XRP) $ 0.548227
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 270.93
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 12.62
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 71.56
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 4.96
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.138994
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 28.50