Empresa canadense de blockchain vai implantar triagem eletrônica contra a COVID-19

A empresa de tecnologia canadense VitalHub Corp anunciou em 8 de abril a primeira implantação de uma ferramenta de triagem de coronavírus baseada em blockchain. A ferramenta será usada por uma instalação de cuidados prolongados de propriedade da Região de Waterloo, chamada Sunny Side Home.

De acordo com o anúncio, uma solicitação da Sunnyside Home resultou no desenvolvimento do DOCit – um aplicativo baseado em blockchain que ajudará a rastrear os residentes quanto a sintomas comuns de COVID-19.

A ferramenta procura implantar e configurar qualquer tarefa de triagem ou recorrente, permitindo padrões de relatório para prestadores de cuidados, equipe de operações e autoridades nacionais, provinciais ou regionais de saúde.

Esforços para conter o surto de coronavírus no Canadá

Julie Wheeler, administradora da Sunnyside Homes, fez os seguintes comentários sobre a utilidade da triagem eletrônica durante a pandemia em andamento:

“Quando procuramos a VitalHub para nos ajudar na triagem de residentes, eles foram capazes de desenvolver e implementar algo em 24 horas. Cada minuto conta quando se trata de segurança, ter a capacidade de responder às nossas necessidades tão rapidamente é o que todo Lar de Longa Duração precisa. ”

Entre os recursos, o DOCit registra todos os sintomas visíveis, como doenças respiratórias, febre, falta de ar e dores de cabeça. Em seguida, os compartilha em tempo real, para reduzir o risco de transmissão de vírus, de acordo com a Sunnyside Home.

O CEO da VitalHub, Dan Matlow, disse o seguinte sobre a solução apresentada por sua empresa:

“Como uma avaliação configurável específica para o lar, a solução DOCit fornece uma análise mais aprofundada dos pacientes com COVID, equipando os prestadores de cuidados com a capacidade de identificar tendências e grupos de sintomas de indivíduos afetados de maneira rápida e precoce, o que aprendemos é de fundamental importância importância no combate à pandemia. “

Soluções blockchain aplicadas em outros países para combater o COVID-19

A aplicação da tecnologia blockchain na luta contra o COVID-19 vem ganhando popularidade nas últimas semanas, e a Organização Mundial de Saúde (OMS) é uma das entidades que demonstrou interesse em usar a tecnologia blockchain para diminuir os efeitos da atual pandemia.

O Cointelegraph noticiou em 28 de março que a OMS uniu forças com as principais empresas de blockchain para lançar uma plataforma baseada em tecnologia ledger distribuída (DLT), que permite a detecção precoce de portadores de coronavírus e hotspots de infecção.

Em 6 de abril, a empresa canadense Emerge lançou um aplicativo blockchain de rastreamento COVID-19 chamado Civitas para ajudar as autoridades locais em muitos países e focado na região da América Latina.

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 32,824.00
  • ethereumEthereum (ETH) $ 2,015.74
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • binance-coinBinance Coin (BNB) $ 316.45
  • cardanoCardano (ADA) $ 1.33
  • dogecoinDogecoin (DOGE) $ 0.258334
  • xrpXRP (XRP) $ 0.702060
  • usd-coinUSD Coin (USDC) $ 0.975941
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 18.53
  • uniswapUniswap (UNI) $ 18.60