Diretor-geral da OMC deixa o cargo no fim de agosto

Azevedo, de 62 anos, vai deixar a liderança da OMC num momento crítico da organização por causa do bloqueio do seu principal mecanismo de resolução de conflitos, paralisado desde dezembro devido à recusa dos Estados Unidos em designar novos juízes.

O diretor-geral da OMC afirmou hoje que não tem ambições políticas e que a sua decisão de deixar as funções é pessoal e familiar.

“Trata-se de uma decisão pessoal — uma decisão familiar — e estou convencido que esta decisão serve melhor os interesses da organização”, declarou numa reunião por videoconferência com membros da OMC.

“Não tenho planos políticos”, assegurou, quando alguns lhe atribuem o desejo de se candidatar nas presidenciais brasileiras de 2022, segundo a Agência France-Presse.

Diplomata de carreira, Roberto Azevedo assumiu a liderança da OMC em 2013 sucedendo ao francês Pascal Lamy e iniciou em setembro de 2017 um segundo mandato de quatro anos, que deveria terminar no final de agosto de 2021.

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 18,763.07
  • ethereumEthereum (ETH) $ 616.81
  • rippleXRP (XRP) $ 0.683000
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 358.04
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 15.89
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 91.07
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 5.90
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.169583
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 34.34