Desenvolvedores fazem hard fork na blockchain do Telegram e lançam token “Ton Crystal”

No dia 07 de maio, 13 validadores da blockchain do Telegram anunciaram um hard fork na blockchain TON. A iniciativa foi apoiada pelo TON Labs, responsável pela criação e desenvolvimento da blockchain.

Entretanto, ainda não há lançamento oficial, apesar da existência do bloco gênesis. Enquanto isso, paralelamente ao anúncio, o Telegram negocia com a CVM dos Estados Unidos sobre sua oferta inicial de moedas (ICO, na sigla em inglês).

Rede deve ser publicada

De acordo com o CTO do TON Labs, Mitya Goroshevsky:

“A rede não deve ser censurada, deve ser divulgada ao mundo.”

Para se diferenciar do projeto original, a nova versão se chama Free TON. Os tokens da rede foram nomeados “Ton Crystal”, em vez de Grams – nome dado aos tokens originais. Ademais, a empresa ainda não se manifestou oficialmente sobre a divisão.

O Telegram não participou do lançamento, de acordo com Alexander Filatov, CEO do TON Labs. “Este é um lançamento independente de software de código aberto”, disse Filatov.

Enquanto o TON Labs fornece suporte técnico para o código, a equipe de 13 validadores (por enquanto) apoia a rede. O código será usado na segunda versão da Licença Pública Geral Menor, ou GNU na sigla em inglês.

Inicialmente, o lançamento da blockchain TON foi planejado para outubro de 2019. Contudo, sua apresentação foi adiada, após a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA acusar o Telegram de vender títulos financeiros sem registro.

Como resultado, uma ordem para impedir o lançamento do projeto foi emitida pelo tribunal dos Estados Unidos em fevereiro deste ano. A nova data de lançamento foi estipulada para 30 de abril, não sendo ela cumprida.

No entanto, como o código blockchain TON está disponível publicamente no GitHub, é tecnicamente possível lançá-lo sem a participação do Telegram. Konstantin Lomashuk, diretor da P2P e validador da Free Ton, declarou:

“Este projeto tem sua própria comunidade, sua própria ideia, sua própria ideologia. Não lançar seria um erro.”

Free TON não é um teste

Essa não é uma rede principal, mas também não é uma rede de teste, disse Serge Vasilchuk, outro membro validador. Vasilchuk é também fundador da EverStake, e ele completa:

“Estamos tentando lançar a versão alfa e ver como esse software funciona na vida real.”

Atualmente, as entidades que atuam como validadoras incluem o EverStake, P2P, Certus, além de outras iniciativas profissionais em validação, como Cosmos, Loom, EOS e Tezos.

Além disso, três exchanges estariam atuando como validadores, a Kuna, estabelecida em Kiev; CEX, estabelecida em Londres e HitBTC, estabelecida em Hong Kong.

Após o lançamento, cada validador receberá cerca de 380 mil tokens “Ton Crystal” para participar e começar a produzir blocos. Haverá um suprimento limitado de 5 bilhões de tokens, exatamente como era o plano da blockchain TON original.

Ademais, 85% serão distribuídos para “parceiros e usuários da Free TON”, 10% para desenvolvedores e 5% para validadores, de acordo com um comunicado de imprensa.

Leia também: Telegram força investidores dos EUA a não investir na TON

Leia também: Novogratz sobre token do Telegram: “Não precisamos de outra criptomoeda”

Leia também: Telegram adia lançamento de sua blockchain e oferece devolução de dinheiro a investidores

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 13,742.45
  • ethereumEthereum (ETH) $ 385.93
  • tetherTether (USDT) $ 0.998105
  • rippleXRP (XRP) $ 0.239408
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 262.23
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 11.13
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 28.41
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 4.16
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 55.53
  • bitcoin-cash-svBitcoin SV (BSV) $ 166.52