A subsecretária de Estado para Assuntos Políticos do Departamento de Estado dos EUA, Victoria Nuland, disse que El Salvador deve garantir que o Bitcoin seja bem regulamentado em seu novo quadro jurídico.

Em uma coletiva de imprensa na quarta-feira (30) após uma reunião com o presidente Nayib Bukele, Nuland disse que os Estados Unidos estavam “olhando duramente o Bitcoin” após o ataque de ransomware ao Oleoduto Colonial e sugeriu que El Salvador adotasse uma abordagem semelhante. O país aprovou uma lei em junho que torna o Bitcoin (BTC) com curso legal, legislação que entrará em vigor em 7 de setembro.

“Eu sugeri ao presidente que não importa o que Salvador decidir fazer com relação ao Bitcoin, você deve garantir que seja bem regulamentado, que seja transparente e responsável, e que você se proteja contra atores maliciosos”, disse Nuland.

#ElSalvador
Victoria Nuland assegurou que em sua reunião com o presidente @nayibbukele conversaram sobre a implementação do #Bitcoin como moeda de curso legal no país.

Vía @cardozaTCS. pic.twitter.com/NsWmqsY3u0

– TCS Noticias (@tcsnoticias) 1 de julho de 2021

O encontro de Nuland com o presidente e também com a ministra das Relações Exteriores, Alexandra Hill Tinoco, foi agendado como parte de uma visita a El Salvador, Paraguai e Panamá no final de junho para discutir migração, democracia e objetivos regionais.

No entanto, parece que criptomoedas podem ter feito parte da agenda planejada. Autoridades dos EUA, incluindo o presidente Joe Biden, fizeram declarações públicas abordando ataques de ransomware em infraestrutura crítica depois que o ataque cibernético do Oleoduto Colonial causou acumulação de gás e escassez em certas áreas dos Estados Unidos.

Relacionado: Airdrop de BTC: El Salvador enviará US$ 30 em Bitcoin para cada cidadão adulto

A discussão sobre Bitcoin entre autoridades dos EUA e de El Salvador ocorre quando o Fundo Monetário Internacional, ou FMI, está conversando com legisladores no país da América Central a respeito de um empréstimo para apoiar a economia local. O Departamento de Estado dos EUA supostamente apóia o acordo financeiro, embora o FMI tenha expressado preocupação com a recente adoção do Bitcoin pelo país, dizendo que a medida “levanta uma série de questões macroeconômicas, financeiras e jurídicas que requerem uma análise muito cuidadosa”

VEJA MAIS:

Desde 2019, não aparece uma janela de compra tão clara. Negocie mais de 400 pares de criptomoedas com 0% de taxa até 8 de Julho na OKEx.

Compre o mergulho agora na OKEx!

Artigo

Leave a Reply