Na última segunda-feira (21/3), o Fed anunciou que compraria uma quantidade ilimitada de títulos do Tesouro dos Estados Unidos e títulos lastreados em hipotecas. Jerolme Powell, presidente do Fed, também disse que começará a comprar papéis corporativos pela primeira vez.

O Fed ainda disse que emitirá a quantidade de dólares “que for preciso”, chamando atenção do famoso investidor de derivativos em ouro, Peter Schiff.

Peter Schiff é um notório crítico do Bitcoin e sempre que pode se posiciona sobre as agruras de mercado que o Bitcoin sofre, para compará-lo ao ouro.

Em um tweet de 24 de março, Schiff expressou sua visão negativa das capacidades intelectuais dos investidores em Bitcoin (BTC). Ele escreveu:

“Apenas os tolos estão escolhendo o Bitcoin. Até agora, este ano, o ouro subiu mais de 7%, enquanto o Bitcoin caiu 3%. O ouro está apenas a 2% da sua alta de 2020, enquanto o Bitcoin está 35% abaixo da sua alta de 2020! ”

Como descreveu o colunista do Cointelegraph Adrian Zmudzinski em artigo sobre as críticas de Schiff, o antagonismo do investidor não reside mais sobre o Bitcoin, e sim sobre dúvidas quanto à eficácia das ações tomadas por Jerolme Powell.

Schiff prosseguiu com suas críticas, dizendo para ele os títulos do tesouro não são um porto seguro. O Fed possuirá todos os títulos do Tesouro, bem como a maioria das outras dívidas denominadas em dólares americanos.

O problema é que as dezenas de trilhões de dólares que o Fed imprimirá para comprar todos esses títulos serão praticamente inúteis e geradores de mais dívida pública.

Schiff, prosseguiu com sua análise macroeconômica e relembrou a desastrada presidência de Ben Bernanke, à frente do Fed, no período da crise de 2008 com os sub-prime. Ele acusa Ben Bernanke de não ter levado a sério os riscos sistêmicos que deram origem à crise dos sub-primes, que desde então é a razão pela qual a economia americana está muito mais doente até hoje.

As declarações do investidores vieram depois de um debate realizado na CNBC, com a presença de James Bullard, presidente do Fed de St.Louis. Schiff acusa-o de ser um dos arquitetos da crise americana e de não entender as consequências do pacote econômico de Powell.

Para Schiff, o rendimento real dos títulos cairá à medida que a inflação subir. Normalmente, o aumento da inflação elevaria os rendimentos nominais para compensar os compradores pela erosão do seu poder de compra, mas como o Fed está indo ao mercado para impedir que os rendimentos nominais subam, enquanto todo o mercado de títulos está prestes a ser monetizado. Schiff enxerga a possibilidade de hiperinflação para economia americana no próximo ano.

O Congresso ainda concordou com uma lei de estímulo de US$ 2 trilhões para resgatar a economia dos EUA. Segundo Schiff, há apenas um pequeno problema neste plano de resgate: ele depende do Fed para resgatar o governo. Quem irá socorrer o dólar? Ninguém, conclui ele.

Deixe uma resposta