Os reguladores financeiros da China fecharam uma empresa de software com sede em Pequim que suspeitavam que prestava serviços a traders de criptomoedas. 

Em uma declaração conjunta na terça-feira, o Bureau de Administração e Supervisão Financeira de Pequim e o Departamento de Administração de Negócios do Banco Popular da China emitiram um alerta a todas as instituições financeiras e prestadores de serviços de pagamento para não fornecerem nenhum serviço relacionado à criptomoedas aos clientes. Isso inclui empresas que fornecem espaço de escritório para quaisquer “atividades comerciais relacionadas a moeda virtual”.

Como parte de uma repressão regulatória, os dois grupos anunciaram que ordenaram o fechamento da Beijing Tongdao Cultural Development, uma empresa que supostamente fornecia serviços de software para transações de criptomoedas. Os reguladores relataram que também suspenderam o site da empresa.

Os registros locais de registro indicam que a empresa está operando desde abril de 2016. De acordo com o jornalista chinês Colin Wu, a empresa de Pequim Tongdao costumava trabalhar na indústria do entretenimento, com sua própria moeda virtual Mao Li Coin, ou “moeda de gato”.

Os reguladores instaram as pessoas a “relatar violações de leis e regulamentos relacionados a transações de moeda virtual” e alertaram contra o envolvimento com negócios relacionados as criptomoedas:

“Não participe de atividades de negociação de moeda virtual, não siga cegamente o comportamento especulativo relacionado à moeda virtual e tome cuidado com danos à propriedade e direitos pessoais”, disseram os dois reguladores. “Contas bancárias pessoais devem ser valorizadas e não usadas para sacar ou financiar contas em moeda virtual […] para evitar o uso ilegal e a violação de informações pessoais.”

A paralisação pode sugerir que os reguladores da China não estão se restringindo a apenas monitorar empresas de mineração e instituições financeiras por seu envolvimento no ecossistema das criptomoedas. 

Em junho, o Banco Popular da China ordenou que grandes bancos domésticos e provedores de serviços de pagamento móvel negassem certos serviços a clientes envolvidos em transações relacionadas as criptomoedas. O banco central autorizou essas empresas a “cortar os links de pagamento de fundos de transação em tempo hábil” para qualquer um que o fizesse – autorizando o encerramento de todas as contas de clientes afetadas, como o Banco Agrícola da China disse que faria cumprir.

As mineradoras nas principais regiões do país foram fechadas após o Comitê de Estabilidade Financeira e Desenvolvimento do Conselho de Estado anunciar em maio a represão a mineração de Bitcoin (BTC). A repressão regulatória pode forçar algumas das maiores mineradoras da China a se mudarem para países com legisladores aparentemente mais abertos, incluindo os Estados Unidos, os Emirados Árabes Unidos e o Canadá.

LEIA MAIS:

Desde 2019, não aparece uma janela de compra tão clara. Negocie mais de 400 pares de criptomoedas com 0% de taxa até 8 de Julho na OKEx.

Compre o mergulho agora na OKEx!

Artigo

Leave a Reply