CZ sobre novo domínio chinês da Binance: ‘Vamos nos concentrar na tecnologia primeiro’

A Binance, a maior exchange de criptomoedas do mundo e dona do site de preços de criptomoedas CoinMarketCap, está se aproximando de uma das jurisdições mais céticas em termos de criptomoeda do mundo, a China. Depois de deixar o país em meio a uma proibição de criptoativos em todo o país em 2017, a Binance agora registrou oficialmente um domínio chinês.

O Binance.cn, novo domínio chinês da Binance, foi registrado no Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da China (MIIT). Segundo dados públicos do MIIT, o novo domínio foi aprovado pela autoridade no início de abril de 2020.

Binance.cn domain details on the MIIT

Detalhes do domínio Binance.cn no MIIT. Fonte: MIIT

“Vamos nos concentrar primeiro na educação e na tecnologia”

Especializada no fornecimento de serviços de negociação de criptomoedas, a plataforma Binance negocia grandes quantidades de criptomoedas como o Bitcoin (BTC). Até o momento, o volume diário de negociação da Binance é responsável por mais de US$ 6 bilhões, de acordo com dados da Coin360. No entanto, o novo domínio chinês da Binance não será sobre criptomoeda em seu estágio inicial, diz o CEO da empresa, Changpeng Zhao, ou CZ.

Em um tweet de 19 de maio, CZ destacou que o principal objetivo do novo site chinês da Binance seria educação e tecnologia. O CEO da Binance escreveu:

“Um passo de cada vez. Vamos nos concentrar na educação e na tecnologia primeiro.”

O tweet de CZ veio em resposta a Dovey Wan, cofundador da Primitive Ventures, que sugeriu que o site Binance.cn seria dedicado principalmente a conteúdo relacionado a blockchain, como desenvolvimento de tecnologia, pesquisa e consultoria, Binance Chain e outros. Na página principal, o novo site descreve “Binance China” como “o principal ecossistema de blockchain do mundo.”

O Binance.cn está alinhado com a estratégia chinesa de “blockchain, não Bitcoin”

O novo site chinês da Binance se encaixa perfeitamente na estratégia geral de “blockchain, não Bitcoin” da China. Desde que o presidente da China, Xi Jinping, instou o país a acelerar a adoção da blockchain em outubro de 2019, as autoridades estaduais foram explícitas ao enfatizar que o endosso não se aplica à criptomoedas como o Bitcoin. Como tal, um tribunal local decidiu que o Bitcoin não pode ser protegido pela lei chinesa em 13 de maio.

Binance se aproximando da China

A maior exchange de criptomoedas do mundo está progredindo sem problemas, aproximando-se da China. Em 30 de março, a ala educacional da Binance, a Binance Academy, lançou um instituto de pesquisa de blockchain em Xangai. A exchange também pretendia abrir um escritório em Pequim no final de 2019.

Aparentemente, já existem outras entidades relacionadas à Binance na China. De acordo com um relatório de 18 de maio da publicação da indústria local ChainNews, o registrador de domínio Binance.cn, Junxi He, tem outras duas empresas registradas sob seu nome. Todas as três empresas supostamente se parecem com a palavra Binance.

Leia mais:

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 18,614.89
  • ethereumEthereum (ETH) $ 620.72
  • rippleXRP (XRP) $ 0.708367
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 365.92
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 16.20
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 93.01
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 5.99
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.174519
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 34.96