‘Cruz da morte’ pode derrubar preço do Bitcoin e sugere venda da criptomoeda, diz analista

Conhecido como a ‘cruz da morte’, um importante movimento registrado no mercado por médias móveis deve impactar o preço do Bitcoin em breve. Segundo a análise, uma desvalorização de até 20% pode ser registrada após o cruzamento das médias móveis de 50 e 200 dias.

É a primeira vez em 2020 que o preço do Bitcoin poderá ser impactado pela ‘cruz da morte’ (ou “death cross”, em inglês). O evento não acontece desde 25 de outubro de 2019, e geralmente, quando é observado, preconiza uma enorme desvalorização para a criptomoeda.

De acordo com a análise divulgada pelo trader “The Moon Carl” no Twitter, esse cruzamento de médias móveis foi desfavorável ao Bitcoin na maioria das vezes. Ele explica que a criptomoeda só deixou de cair em apenas dois entre seis desses cruzamentos já vistos no mercado.

Preço do Bitcoin se prepara para cair

A “cruz da morte” acontece quando duas médias móveis do preço do Bitcoin se encontram. Esse caso é evidenciado especificamente quando a Média Móvel de 50 dias (MA50) cruza abaixo da Média Móvel de 200 dias (MA200).

O índice serve como orientação para muitos investidores que levam em consideração essa métrica no mercado de criptomoedas. Em ocasiões anteriores, a “cruz da morte” revelava, com antecedência, uma tendência de queda que se aproximava.

Esse fenômeno não é observado no mercado há cinco meses. Porém, o mesmo feito tende a acontecer em breve com as duas médias se aproximando no gráfico do Bitcoin.

O cruzamento deve trazer uma significativa mudança no mercado e na cotação do Bitcoin. O trader brasileiro Tainan Paixa, por exemplo, sugeriu que o preço do Bitcoin “pode cair pelo menos 20%”.

O analista conta que seis cruzamentos como esse já foram observados, sendo que quatro deles indicou uma dura desvalorização para o Bitcoin, que pode se repetir em 2020.

Cruzamento de médias móveis é sinal para venda?

Analistas utilizam indicadores como a “cruz da morte” para traçar estratégias de compra e venda de criptomoedas. Na maioria dos casos, esse evento sinaliza um momento de desvalorização, que pode significar uma tendência de baixa no mercado.

A “death cross” é um movimento considerado como um indicativo de venda que geralmente antecede uma importante queda no preço do Bitcoin. O evento observado no mercado ilustra como a cotação da criptomoeda está perdendo força, sendo que a média de preço a curto prazo (MA50) está abaixo da média da cotação a longo prazo (MA200).

O cruzamento das médias móveis está prestes a acontecer e o mercado já demonstra preocupação com esse índice. Recentemente o preço do Bitcoin caiu quase 50%, sendo cotado abaixo de US$ 5.000,  e ainda não conseguiu se recuperar completamente.

Atualmente o preço do Bitcoin está em torno de US$ 6.600, cotação representa praticamente uma estabilidade para a criptomoeda nesta terça-feira (25).

Considerando hipoteticamente a cotação atual do Bitcoin e uma possível “cruz da morte” com desvalorização de 20%, a criptomoeda poderia cair vertiginosamente, atingindo cerca de US$ 5.320.

LEIA MAIS: Brasileiro Compra Bitcoin por R$ 23.000 e Queda de 70% no Preço Faz Empresa Sumir com Criptomoeda
LEIA MAIS: Trader que acertou previsão também disse que ‘após desvalorização, Bitcoin vai saltar para US$ 50.000’

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 12,991.97
  • ethereumEthereum (ETH) $ 408.03
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • rippleXRP (XRP) $ 0.253012
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 271.92
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 12.17
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 30.13
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 4.32
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 59.34
  • bitcoin-cash-svBitcoin SV (BSV) $ 181.38