Crise do coronavírus no Irã contrasta com explosão de procura por Bitcoin

O Irã é o país no Oriente Médio que mais tem sofrido com a pandemia de coronavírus, registrando um total de 44.606 infectados e 2.898 mortes até esta quarta-feira, 1 de abril, de acordo com o órgãos de saúde do país e a OMS.

Em tempos de incerteza para os iranianos, o Bitcoin vem apresentando valorização de 9.01% na plataforma da exchange Nobitex e apresentava um volume de 5.888.975,562 de tomans, às 12h (horário de Brasília) de hoje. O toman é uma medida aplicada ao rial, a moeda corrente no Irã, equivalente a 10 rials. Um rial vale US$ 0,000030.

No Irã, em Bitcoin é vendido por 107.566.082 tomans, equivalente a US$ 6.202. O Bitcoin está sendo negociado nesse momento nas exchanges globais na faixa de US$ 6.230.

Em outra exchange, a Exir, a mais antiga bolsa de criptoativos do Irã, o movimento não foi diferente.

Captura de Tela_20200401122107

(Imagem: Exir)

Os responsáveis pela Exir afirmaram ao Cointelegraph Brasil que o movimento das transações aumentou muito desde o início da pandemia no Irã. 

A exchange prevê um aumento ainda maior na demanda com a queda da cotação do Bitcoin, já que os residentes em Dubai, nos Emirados Árabes, podem também realizar remessas de dólar e euro para Irã.

LEIA MAIS: Aplicativos não oficiais do Telegram vazam dados de 42 milhões de usuários no Irã
LEIA MAIS: General iraniano pede adoção de criptomoedas para evitar sanções

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 60,022.00
  • ethereumEthereum (ETH) $ 2,144.95
  • binance-coinBinance Coin (BNB) $ 476.35
  • xrpXRP (XRP) $ 1.43
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 40.82
  • cardanoCardano (ADA) $ 1.23
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 259.19
  • uniswapUniswap (UNI) $ 29.79
  • stellarStellar (XLM) $ 0.637450