CriptoHub anuncia fim de suas operações e clientes tem 15 dias para sacar seus investimentos

A exchange brasileira CriptoHub anunciou em 04 de abril o encerramento de suas operações. Segundo a empresa, o cenário atual do mercado é de muitas dificuldade e a empresa continua em busca de sócios ou investidores para retomar suas atividades no futuro.

Antes de iniciar suas operações a empresa lançou um ICO, que seria destinado a angariar recursos por meio da venda do token da empresa o CHBR. Na época a empresa alegou que o ICO foi um sucesso e que teria arrecadado milhões para o financiamento da plataforma.

 

“A CriptoHub, Exchange de criptomoedas, lançada em 2019, decide por interromper as operações por tempo indeterminado, devido a dificuldades financeiras e cenário atual do mercado. Continuamos a procura de sócios, investidores, para poder relançar e retomar o crescimento da empresa. Hoje os custos para manter a empresa, a segurança dos usuários, e a exchange no ar, está inviável, até que um aporte financeiro aconteça, e possamos escalar o marketing da empresa e colocar ela no mercado”

No comunicado de encerramento a empresa, que negocia 17 criptomoedas, afirmou que os usuários têm até 15 dias para retirar seus fundos do sistema e que, partir de 04 de abril, todos os trandes estão suspensos.

“A partir de agora todo o trading está suspenso, os usuários terão 15 dias para sacar seus reais e suas criptomoedas.  Todos os saques em “BRL reais” serão realizados em até 48 horas úteis, diretamente para conta bancária cadastrada na plataforma. Os saques em criptomoedas de valores abaixo de 1 BTC são liberados instantaneamente, e valores acima de 1 BTC será feito uma verificação manual de segurança e liberado no máximo em 24 horas úteis. Após o período de 15 dias, todos os saques deverão ser solicitados através do e-mail: suporte@criptohub.com.br”, destacou.

Como noticiou o Cointelegraph, recentemente a plataforma da empresa passou por um período de instabilidade e ficou mais de 72h fora do ar.

Quem também anunciou o fim de suas atividades foi a XDEX, plataforma de criptomoedas dos sócios da XP Investimentos. Com o fechamento da CriptoHub já são seis empresas de negociação de criptomoedas fechando as portas no Brasil. Esta é XDEX, OmniTrade, Latoex e Acesso Bitcoin, já encerram seus negócios. No final do ano passado outra empresa de Bitcoin do Brasil anunciou seu encerramento, a plataforma Bitjá.

LEIA MAIS: Exchange brasileira OmniTrade anuncia fim das atividades devido a crise econômica causada pelo coronavirus
LEIA MAIS: G44 anuncia fim das atividades e diz que pagará clientes em até 90 dias, reclamações disparam

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 12,737.44
  • ethereumEthereum (ETH) $ 392.44
  • tetherTether (USDT) $ 0.999842
  • rippleXRP (XRP) $ 0.252100
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 258.72
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 29.96
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 10.89
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 4.20
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 52.76
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.107052