Coronavírus. O projeto europeu à beira de morrer vítima da pandemia?

Há dez anos, na crise do euro e das dívidas, os ministros das Finanças da Alemanha e da Holanda eram respetivamente Wolfgang Schäuble e Jeroen Dijsselbloem – e os dois protagonizavam tudo o que a Europa do sul odiava na ortodoxia financeira de Bruxelas.

Nesse campeonato, o holandês acabou por vencer quando, em março de 2017, disse, dirigindo-se aos países do sul, que “não se pode gastar todo o dinheiro em mulheres e álcool e, depois, pedir ajuda”. Foi assim a frase completa: “Como social-democrata, considero a solidariedade um valor extremamente importante. Mas também temos obrigações. Não se pode gastar todo o dinheiro em mulheres e álcool e, depois, pedir ajuda.

A crise do euro foi (pelo menos aparentemente) resolvida mas as feridas ficaram e nesta quinta-feira, num conselho europeu de chefes de Governo e de Estado destinado a discutir medidas de combate à pandemia do covid-19 – e que se realizou por vídeo-conferência – todo o ressentimento veio de novo ao cima.

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 18,980.77
  • ethereumEthereum (ETH) $ 590.75
  • rippleXRP (XRP) $ 0.599692
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 84.89
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 288.61
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 13.41
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 5.20
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.156044
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 29.65