Coronavírus é ruim para economia tradicional, mas bom para o Bitcoin, analisa diretor da Ripio

A Ripio, uma das principais exchanges de Bitcoin da América Latina, destacou em um relatório chamado “Dossiê Halving“, que o avanço da pandemia do coronavírus em todo o mundo é ruim para a economia tradicional e o mercado de capitais mas tem se mostrado muito positivo para o Bitcoin.

O relatório da empresa, divulgado em 08 de abril, cerca de 3 dias antes do halving, debate os aspectos do evento frente ao cenário atual. Nele a empresa evita estipular uma meta de preço para o Bitcoin mas salienta que o período será de alta volatilidade.

“O ano de 2020 até o momento está sendo marcado por uma intensa volatilidade baseado nos preços dos ativos na bolsa dos Estados Unidos e na expectativa das movimentações destes ativos nos próximos 30 dias (…) Neste turbulento ano, vemos a consolidação de um dos principais fundamentos do Bitcoin, o chamado safe haven, ou porto seguro: Enquanto os principais ativos do mundo sofreram uma desvalorização intensa, frente ao cenário do COVID-19, apenas o Ouro e o Bitcoin seguraram seu valor e protegeram o capital de seus investidores. O Ouro retornou mais de 11% no ano para quem estava com sua carteira alocada no ativo, já o Bitcoin retornou mais de 68% de lucro quando negociado em reais (BRL) e, quando negociado com dólar (USD) entregou mais de 22%”, destaca o relatório.

Nesta linha a publicação salienta que o desespero está tomando conta de investidores tradicionais.

“Os brasileiros que estavam posicionados no Índice Bovespa, já acumulam mais de 30% de prejuízo em 2020, enquanto que o Índice S&P 500 acumula mais de 10% de prejuízo e o Petróleo WTI, operado no mercado futuro americano, amarga mais de 57% de perdas, tendo alcançado na metade de abril um valor superior a 100% de prejuízo, um marco inédito na história da economia mundial, em especial do Petróleo”

No caso das moedas nacionais a Ripio destaca que o Real, frente ao Dólar, sofreu uma desvalorização superior a 38% e “permanece com perspectivas pessimistas, diante do cenário geral problemático que o Brasil vem enfrentando com crises de Saúde, Economia e Política”

Segundo a Ripio, o cenário que no curto prazo é demarcado por uma intensa e constante crise na política, saúde e economia, demonstra a fragilidade da moeda fiduciária brasileira se comparada às demais.

Porém apesar do cenário e do halving ser um dos eventos mais esperados por todo o mercado cripto a exchange destaca que não há nada indicando que a principal criptomoeda do mercado está pronta para iniciar uma nova alta histórica.

“Não tem nenhuma indicação de que teremos uma explosão no valor do ativo em uma proporção similar a de 2012 e 2016”, destaca.

De acordo com a empresa, considerando toda a crise deflagrada pelo COVID-19, é complexo ter claro uma perspectiva do que vai acontecer, “portanto especula-se que o halving do Bitcoin já tenha sido precificado pelo mercado e que de fato em 2020 a dinâmica será outra”

“O início desse novo ciclo ocorrerá em um mercado muito diferente, mais maduro e com mais instrumentos financeiros quando comparado aos ciclos anteriores. Um fato é bem claro: a demanda por Bitcoin continua subindo, enquanto a oferta de novos Bitcoin será cortada pela metade. Essa dinâmica simples da oferta e demanda tende a pressionar o preço positivamente no médio prazo. Traders de curto prazo devem tomar cuidado com qualquer tipo de correlação entre o halving e o preço do BTC, pois poderá haver muita volatilidade”, afirmou no documento Ricardo Da Ros – Country Manager Brasil.

Para Ros embora seja difícil precificar o Bitcoin neste cenário e após o halving a perspectiva de longo prazo é positiva tendo em vista o aumento da adoção do Bitcoin entre investidores em todos os mercados.

“Nesse cenário, o aumento da presença do Bitcoin no portfólio dos investidores como forma de hedge pode acabar por neutralizar o efeito dessa diminuição na poupança. Sendo assim, acredito que a crise será positiva para o Bitcoin em termos de crescimento e reconhecimento pelo mercado tradicional”,  finalizou.

Confira o relatório completo

LEIA MAIS

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 36,356.00
  • ethereumEthereum (ETH) $ 1,237.59
  • tetherTether (USDT) $ 0.998946
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 17.10
  • rippleXRP (XRP) $ 0.284083
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.374771
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 150.50
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 494.63
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 21.67
  • stellarStellar (XLM) $ 0.299736