Contratos inteligentes ‘têm potencial limitado’ sem sensores IoT

Os contratos inteligentes têm eficiência limitada em certos setores, se não implementados em conjunto com os sensores IoT, de acordo com especialistas em blockchain e negócios da NYU.

Os professores associados da Escola de Negócios Stern,  Hanna Halaburda e Yannis Bakos, apresentaram suas pesquisas na conferência Unitize em 10 de julho sobre a interação entre contratos inteligentes e sensores da Internet das Coisas (IoT) para melhorar a eficiência dos negócios.

Contratos inteligentes tornam os negócios mais democráticos

O estudo analisou como “contratos inteligentes tornarão o cenário de negócios mais democrático” – isto é, benéfico para todas as partes envolvidas – no entanto, encontrou deficiências na implementação atual da tecnologia quando usada sozinha.

Halaburda explicou que a IoT é fundamental para maximizar os benefícios de contratos inteligentes no setor comercial:

“Acontece que eles resolvem um problema, mas apenas parcialmente”, disse ela, “mas o que não acontece, se adicionarmos contratos inteligentes, é a maior qualidade da entrega [de mercadorias]”.

Citando um contrato entre uma transportadora de frutas e o varejista, ela explicou que o contrato inteligente resolve o problema da execução automatizada, mas não incentiva a transportadora a garantir a qualidade da fruta.

No entanto, ao adicionar sensores de IoT ao processo, um contrato inteligente pode ter maiores detalhes ou pagamentos ajustados com base na qualidade da fruta entregue, como a temperatura do armazenamento. Como resultado, nenhuma das partes precisa confiar na outra para concluir sua parte do contrato.

Tudo se resume a custos legais

A decisão de implementar contratos inteligentes ou tradicionais se resume aos custos legais ao contestá-los, explicou Halaburda:

“Se os custos legais são muito baixos, nunca fará sentido implementar contratos inteligentes, pois os contratos inteligentes ainda são dispendiosos. […] Para uma região em que faz sentido implementar os sensores [IoT], a adição de contratos inteligentes não agrega mais valor.”

Quando os custos legais para disputas contratuais tradicionais normalmente eram altos, a implementação de sensores IoT e contratos inteligentes tem valor máximo, ela concluiu.

Economizando US$ 300 bilhões anualmente

Um relatório recente do Cointelegraph Consulting e VeChain também aborda os benefícios da combinação da tecnologia blockchain com a IoT, sugerindo que ela pode economizar US$ 300 bilhões por ano para a indústria de alimentos em sete anos. A IBM já implementou o FoodTrust, que atende ao Walmart, Carrefour e California Giant Berry Farms.

Leia mais:

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 46,495.00
  • ethereumEthereum (ETH) $ 1,447.59
  • cardanoCardano (ADA) $ 1.24
  • tetherTether (USDT) $ 1.01
  • binance-coinBinance Coin (BNB) $ 221.63
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 31.31
  • xrpXRP (XRP) $ 0.429376
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 170.64
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 25.17
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 487.17