Como o Bitcoin pode ajudar a solucionar a crise cambial do Líbano

O Líbano é um país com problemas econômicos conhecidos, em crise que já dura anos devido a uma grave crise política e tensões geopolíticas.

Nesta semana uma grande explosão de 2 mil toneladas de nitrato de amônia destruiu completamente o porto de Beirute, dificultando ainda mais economia libanesa, que é dependente a indústria do turismo do país – paralisada por conta da pandemia de Covid-19.

Com a situação desfavorável do país, muitos economistas de destaque ofereceram soluções abrangentes para a moeda local em desvalorização.

No entanto, uma recente reportagem publicada pela Forbes explorou a possibilidade de uma solução menos tradicional – o Bitcoin. 

A lira libanesa se encontra em níveis de desvalorização da ordem de 89% frente ao dólar. De acordo com dados do banco do Líbano, a lira vem perdendo poder de compra e se desvalorizando intensamente desde a década de 90.

A lira libanesa foi negociada entre 3.500 e 3.700 por dólar na quinta-feira, um salto acentuado em meio à depreciação geral da moeda que começou em março. A moeda estava atrelada ao dólar em 1.500 libras desde 1990, com o fim da guerra civil do país.

Embora oficialmente um dólar valha pouco mais de 1.500 liras libanesas, a crescente demanda e falta de dólares levaram à criação de câmbios no mercado negro, onde os habitantes locais compram dólar com ágio muito mais alto.

Em algumas ocasiões, a taxa nesses câmbios rapidamente explodiu para 10.000 liras por dólar, levando a crise monetária e hiperinflação. Os bancos limitaram os saques em dólares americanos a US$ 300, depois a zero.

Com efeito, as taxas de inflação também seguem níveis escalonantes acompanhando a falta de liquidez do mercado monetário. Somente em 2020, as taxas de inflação subiram de 11,4% e 17,5% em fevereiro e março para 46,6% em abril, e um recorde de 56,5% em maio. Embora os números de junho ainda não sejam públicos, a maioria das estimativas espera uma porcentagem ainda maior.

Lebanon’s Inflation Rate Hit a Record-high of 56.5% in May 2020

Imagem: Blominvest Group

Bitcoin como saída?

O Líbano possui uma pequena comunidade ligada aos criptoativos e não possui dados disponíveis para avaliarmos o tamanho do seu mercado local, visto que não há dados fornecidos nem pela Paxful ou Localbitcoins.

Contudo, há uma pequena exchange local, a BitcoinsLebanon. Com dados da BitcoinsLebanon podemos ver claramente que nos últimos 7 dias houve um aumento nas transações na compra de Bitcoins.

Imagem: Bitcoinslebanon

A Bitcoinslebanon possui somente 250 clientes e registra uma média 800 operações por mês, sem dar informações sobre o volume negociado.

Em conversa com a Forbes, Marcel Younes, fundador do site Bitcoin Du Liban, disse:

“A maioria de nós ainda nega o colapso financeiro. As pessoas não procuram alternativas ao sistema financeiro atual. Educação e conscientização são os pontos-chave no uso e na adoção do Bitcoins. Precisamos ensinar as pessoas a confiar nessa coisa nova que nunca usaram antes. Como obtê-lo e gastá-lo. Há uma grande possibilidade de que a diáspora libanesa infunda o Bitcoin enviando diretamente para as famílias, pois elas não confiam no sistema de remessas.” 

A exemplo da Venezuela que possui um case de uso das criptomoedas, o Líbano também poderia se valer de seu uso para burlar a crise cambial, a desvalorização da moeda e os problemas de remessas para o exterior.

LEIA MAIS

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 13,861.13
  • ethereumEthereum (ETH) $ 389.09
  • tetherTether (USDT) $ 0.999976
  • rippleXRP (XRP) $ 0.241555
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 263.34
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 11.23
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 28.48
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 4.21
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 55.46
  • bitcoin-cash-svBitcoin SV (BSV) $ 166.15