Com medo investidores não diversificaram portfólio e estão menos ‘avessos ao risco’, diz CVM

nova edição do Boletim de Risco da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) destaca, que o avanço do coronavírus no Brasil tornou os investidores brasileiros que atuam no mercado tradicional mais ‘conservadores’ e ‘medrosos’. Segundo a autarquia o Mapa de Riscos verificou alta em todos os indicadores de risco, em linha com a queda do indicador de apetite pelo risco.

Porém este atitude fez com que os investidores perdessem a oportunidade de diversificar seu portfólio com ativos não correlacionados (como Bitcoin e criptomoedas) e com isso, a estratégia de gestão de risco dos investidores nacionais foi ineficiente, possivelmente, aumentando o prejuízo dos investidores.

“O comportamento observado nos mercados indica que enfrentamos uma crise maior do que a crise financeira de 2008, especialmente por conta da generalização de seus efeitos sobre os diversos mercados. Uma análise dos principais índices financeiros (renda fixa e variável) apontou que, no período sob análise, a diversificação de carteira como um instrumento de gestão de riscos perdeu eficiência” – Bruno Luna, Chefe da Assessoria de Análise Econômica e Gestão de Riscos (ASA) da CVM.

Segundo Bruno Luna, os choques de volatilidade enfrentados e a queda brusca dos principais índices acionários foram mais severos e rápidos do que aqueles observadas na crise de 2008. O cálculo de um indicador de correlação cruzada para uma cesta de índices financeiros relevantes mostrou elevação recorde, também acima da crise de 2008, em linha com a expressiva alta no indicador de risco de mercado, complementou o chefe da ASA/CVM.

Enquanto investidores tradicionais estão avessos ao risco o mercado de criptomoedas comemora a ascenssão meteórica do Bitcoin que saiu de US$ 7 mil para US$ 9 mil em dois dias e, impulsionado por esta alta, fundos nacionais, baseados em criptomoedas, também registraram resultados positivos muito acima do Ibovespa.

O Ibovespa registra uma baixa de 32,79% no ano enquanto o HASHDEX CRIPTOATIVOS VOYAGER FIM IE apresenta uma valorização de mais de 52%. No entanto, não só o fundo da Hashdex apresenta alta. Todas as empresa nacionais que possuem fundos de criptoativos tem resultados positivos, como a  BLP, Vítreo, QR.

No momento da escrita o Ibovespa esta em baixa de 2% e o Bitcoin apresenta um alta de 4% chegando a R$ 47.749 no Brasil.

LEIA MAIS

Artigo

Leave a Comment

bitcoin
Bitcoin (BTC) 34.939,54 0,55%
ethereum
Ethereum (ETH) 2.173,79 4,53%
tether
Tether (USDT) 0,840028 0,05%
binance-coin
Binance Coin (BNB) 286,22 1,96%
cardano
Cardano (ADA) 1,14 3,32%
xrp
XRP (XRP) 0,639539 0,83%
dogecoin
Dogecoin (DOGE) 0,180821 1,58%
usd-coin
USD Coin (USDC) 0,840032 0,18%
polkadot
Polkadot (DOT) 15,17 9,53%
binance-usd
Binance USD (BUSD) 0,839890 0,19%