Chainlink dispara mais de 100% em 2020: bolha ou alta sustentável?

Nesta quarta-feira, 13 de julho, o preço da Chainlink (LINK) disparou incríveis 34%. O criptoativo chegou ao máximo de US$ 8,48 (R$ 41,00) no dia.

Apenas em 2020, a LINK registra uma valorização de 167%. Com isso, o criptoativo entrou definitivamente no Top 10 em valor de mercado. O movimento de alta é impressionante.

Chainlink charts

A alta da LINK fez a alegria de muitos investidores. De acordo com a empresa de análise Santiment, o retorno médio de quem investiu no criptoativo foi de impressionantes 64% nos últimos 6 meses.

Chainlink - (Link)

Bolha ou movimento fundamentado?

Naturalmente, uma alta desse nível também desperta receio nos investidores. Afinal, há justificativa para isso? Ou a LINK estaria num momento de bolha?

De fato, desde a forte queda no preço do Bitcoin em 12 de março, várias altcoins apresentaram altos retornos. Os ganhos foram muito fortes especialmente naquelas do setor de finanças descentralizadas (DeFi).

Com ganhos de dois a três dígitos, o setor ganhou destaque imediatamente. Muitos comparam as DeFi hoje ao que as ICOs foram em 2018.

Porém, é importante observar os fundamentos do LINK para ver se o rali é fruto de uma bolha ou de uma combinação de fatores mais fundamentais. E, pelos dados, parece haver fundamentos na alta.

Por exemplo, o número de endereços ativos (linha vermelha) e o número de transações na LINK (linha verde) tiveram um forte aumento desde julho de 2019.

LINK

Esse aumento indica que mais pessoas estão comprando LINK. Além disso, o uso da rede também está em expansão. Portanto, em termos de uso, há uma demanda real pelo token, o que explicaria a alta do preço.

Adicionalmente, o número de entidades (empresas, investidores, operadores de nós) se envolvendo com o Chainlink também está aumentando.

As exchanges Binance e Huobi, por exemplo, começaram a executar nós da rede para fornecer seus dados de preços.

DeFi também impulsionou preço da LINK

O já mencionado crescimento no setor de DeFi também serviu como um impulso para a LINK. Muitos sistemas de rendimento (yield farmers) estão interessados nesses ativos devido ao seu alto rendimento mensal.

À medida que o setor continua crescendo, cresce também a necessidade de sistemas confiáveis e descentralizados que possam fornecer informações externas a contratos inteligentes.

Se houver aumento da demanda por tokens DeFi, isso poderá ajudar a elevar o preço do LINK de maneira mais direta. Portanto, a alta do criptoativo pode ser ainda mais sustentável no longo prazo.

Leia também: Bitcoin ameaça sair dos R$ 49.000 enquanto Chainlink avança 11%

Leia também: Bitcoin se livrou de dura queda graças à popularidade do DeFi, aponta Forbes

Leia também: Mercado teme queda da Chainlink após R$ 100 milhões movidos para a Binance

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 50,504.00
  • ethereumEthereum (ETH) $ 1,615.52
  • binance-coinBinance Coin (BNB) $ 253.21
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • cardanoCardano (ADA) $ 1.04
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 33.58
  • xrpXRP (XRP) $ 0.469803
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 181.72
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 27.46
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 529.74