Cartório na Paraíba usa blockchain para reconhecimento de firma

Tudo indica que o uso da tecnologia blockchain irá simplificar a vida dos brasileiros. Um exemplo disto é que um cartório na Paraíba começou a implementar a tecnologia no processo de reconhecimento de firma.

Isso quer dizer que a iniciativa tornará possível o reconhecimento de firma pela internet. Transformando, desta forma, a maneira com que a população assina os documentos.

De acordo com o portal de notícias local Turismo em Foco, a inovação está sendo implantada pelo Cartório Azevedo Bastos. A novidade foi anunciada nesta quinta-feira, dia 14 de maio.

Segurança velocidade e comodidade

Com a blockchain, haverá mais segurança, velocidade e comodidade no processo. Além disso, aumentará a fé pública que é necessária para a atividade notarial e registral.

Como informou o portal, o armazenamento de dados fornecidos pelos usuários também será mais seguro. Isso porque as informações ficarão armazenadas em uma base de dados isolada 100% na nuvem. Assim, serão usados exclusivamente para a realização do reconhecimento de firma.

“Esse serviço digital foi criado para dar mais velocidade e flexibilidade para que nossos clientes tenham a sua firma reconhecida em documentos a qualquer hora do dia, 365 dias por ano e, principalmente, diante das circunstâncias que estamos vivenciando ultimamente”, explica Válber Azevêdo, titular do Cartório Azevedo Bastos.

Como funciona

O Cartório irá emitir a “Blockchain Id” que é único para cada pessoa. Trata-se de um Certificado Digital, através do qual será feito o reconhecimento da “assinatura/firma”. Esse certificado servirá também para outros atos realizados eletronicamente.

Para abrir a firma, será utilizada uma tecnologia que irá confrontar os dados fornecidos pelo cidadão. Além disso, serão usados os documentos e a biometria facial com as bases da Receita Federal, DENATRAN e outros.

Uma vídeo chamada com o usuário do serviço também será realizada. Nesse procedimento, o cliente precisa responder um questionário. Depois disso, o Certificado Digital Blockchain Id será emitido.

Segundo Azevêdo, “isso confere um alto nível de segurança quanto à identidade do cliente”.

Assinatura de documentos

Para assinar documentos na plataforma, basta fazer a leitura de um QR Code utilizando o App do Cartório Azevedo Bastos. Assim, os dados são verificados e o Reconhecimento de Firma é feito na mesma hora.

Azevêdo destacou que com o armazenamento de arquivos fornecido pela empresa Zadara, é possível criar áreas isoladas para cada cliente. Segundo informou o titular do cartório, um aspecto importante é que tudo já é feito de acordo com a nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

“Nos sentimos prestigiados em estar presentes nesse projeto inovador, ao lado de um executivo visionário e empreendedor como o Válber”, afirmou Robson Andrade, country manager da Zadara Brasil.

Leia também: Banco Central da China quer acelerar adoção de tecnologias Blockchain

Leia também: Covid-19 pode viabilizar pagamentos via blockchain no Brasil

Leia também: Projeto brasileiro quer criar identidade digital baseada em blockchain

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 18,433.60
  • ethereumEthereum (ETH) $ 588.39
  • rippleXRP (XRP) $ 0.628978
  • tetherTether (USDT) $ 1.00
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 13.83
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 292.84
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 79.94
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.168788
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 5.22
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 30.53