Carteira desconhecida recebe mais de R$ 32 milhões em Ethereum (ETH) que foram roubados de exchange, segundo alerta

Mais de R$ 32 milhões em Ethereum (ETH) roubados de uma exchange sul-coreana foram transferidos recentemente para carteiras desconhecidas, segundo revela o perfil Whale Alert que monitora o mercado de criptomoedas.

As altcoins transferidas pertencem a UpBit, que teve milhares de unidades de ETH roubadas em um ataque hacker em 2019 que resultou em um prejuízo de US$ 50 milhões para uma das maiores corretoras de criptomoedas da Coreia do Sul.

No total, o perfil Whale Alert identificou 27.502 ETH unidades que pertenciam a UpBit e que foram transferidos para carteiras completamente desconhecidas nas últimas 24 horas.

Criptomoedas foram roubadas de exchange

No final de novembro de 2019 a exchange UpBit foi surpreendida com um roubo de mais de US$ 50 milhões em criptomoedas, sendo que somente unidades de ETH foram levadas pelos hackers que invadiram o sistema da plataforma.

Seis meses após o roubo parte das criptomoedas que pertenciam a UpBit voltaram a ser movimentadas, numa tentativa de operar os ativos que não foram recuperados pela empresa.

Nesta sexta-feira (15) o perfil Whale Alert identificou 16 transferências, realizadas em poucas horas, com relação aos endereços que pertencem as unidades de Ethereum da exchange sul-coreana.

A maioria das transferências movimentou cerca de 500 unidades de ETH, ou seja, esse valor corresponde a R$ 577.000 enviados em cada transação, que foram enviadas para endereços de carteiras desconhecidas pelo mercado.

Enquanto isso, as maiores movimentações registradas foram capazes de enviar até 3.500 ETH em uma única operação, transferindo assim quase R$ 4.000.000 em cada envio dessa magnitude.

Criminosos enviaram Ethereum para outra exchange

No final de novembro de 2019 mais de 342 mil unidades de ETH foram subtraídas da plataforma UpBit, sendo que as criptomoedas ainda não foram devolvidas a empresa.

No entanto, a rastreabilidade de parte dos dados gerados pela tecnologia blockchain permite que as movimentações do saldo roubado sejam acompanhadas pelo mercado.

As informações disponíveis sobre as altcoins da UpBit mostram que os criminosos tentaram movimentar o saldo até mesmo para outras exchanges, conforme identificou também o perfil Whale Alert.

Além das transações de Ethereum para carteiras desconhecidas, o rastreamento das criptomoedas mostra que os criminosos enviaram parte do saldo para plataformas como a Okex e a Binance.

A corretora de criptomoedas Binance, por exemplo, recebeu 143 ETH proveniente do ataque hacker a UpBit e decidiu bloquear as altcoins assim que soube a proveniência duvidosa daquele saldo.

Por outro lado, a exchange OKEx ainda não se posicionou sobre o recebimento de mais de 276 ETH recentemente que também fazem parte do acervo roubado da UpBit.

A identidade dos criminosos responsáveis pelo saldo em ETH roubado da UpBit permanece desconhecida. Segundo o CZ da Binance, a empresa entrará em contato com a exchange roubada na tentativa de devolver as criptomoedas que estão congeladas na plataforma.

Leia Mais:

Artigo

Leave a Comment

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 13,266.35
  • ethereumEthereum (ETH) $ 390.94
  • tetherTether (USDT) $ 0.999823
  • rippleXRP (XRP) $ 0.245737
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 268.00
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 11.61
  • binancecoinBinance Coin (BNB) $ 30.35
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 4.35
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 55.96
  • bitcoin-cash-svBitcoin SV (BSV) $ 169.82